A CSL apresentou, na Mobile World Congress deste ano (MWC 2024), o rSIM – chip capaz de suportar duas linhas telefônicas de operadoras diferentes. O evento ocorreu em fevereiro, mas este foi um daqueles anúncios que, a princípio, passam batido e, depois, repercutem na mídia. Um dos sites que resgatou o anúncio do chip foi o Android Headlines.

Para quem tem pressa:

  • A CSL apresentou o rSIM, chip que suporta duas linhas telefônicas de operadoras diferentes, no Mobile World Congress 2024. A princípio, o anúncio passou batido, mas repercutiu recentemente na mídia;
  • Desenvolvido em parceria com a Deutsche Telekom IoT e a Tele2 IoT, o rSIM se destaca pela “resiliência”, que permite a troca automática entre redes em caso de falha de conexão, integrando dois perfis de comunicação independentes;
  • Na prática, o rSIM oferece a funcionalidade de SIM duplo num único chip, o que aumenta a flexibilidade e pode permitir a um smartphone dual SIM acessar até quatro redes de operadoras diferentes. É uma solução valiosa para usuários que necessitam de conexões múltiplas e confiáveis;
  • Ainda em fase de desenvolvimento para ampla disponibilidade no mercado, espera-se que o rSIM seja compatível com os padrões SGP.32 em 2025, o que marcaria um avanço significativo na tecnologia de telefonia móvel.

Desenvolvido em colaboração com a Deutsche Telekom IoT e a Tele2 IoT, o chip destaca-se por sua “resiliência” (daí o “r” em seu nome). O rSIM melhora a confiabilidade da rede ao integrar dois perfis de comunicação independentes, o que permite a troca automática para uma rede alternativa em caso de falha de conexão.

Leia mais:

Ainda não há confirmação sobre a ampla disponibilidade do rSIM no mercado. Mas sua implementação é considerada provável, dada a sua utilidade e inovação. Daí a importância em resgatar seu anúncio, que acabou ofuscado durante o evento.

publicidade

rSIM: Um chip ‘resiliente’

Ilustração do chip rSIM
(Imagem: Reprodução/CSL)

A inovação do rSIM reside na sua capacidade de oferecer funcionalidades de SIM duplo num único chip, o que economiza espaço e traz maior flexibilidade para os usuários. Com o uso do rSIM, um smartphone dual SIM poderia, teoricamente, ter até quatro redes de operadoras diferentes. Isso proporciona uma solução robusta para usuários que necessitam de múltiplas conexões.

O rSIM foi projetado para oferecer dois níveis de “resiliência”: permite roaming contínuo fora do país de origem e oferece uma solução proativa para garantir acesso ininterrupto à internet. A disponibilidade comercial do rSIM ainda está em desenvolvimento, com expectativa de compatibilidade com os padrões SGP.32 em 2025.

Em resumo, o rSIM representa um avanço significativo na tecnologia de telefonia móvel, prometendo maior confiabilidade e flexibilidade para usuários que dependem de múltiplas conexões de rede.