Lua

China divulga imagens inéditas do lado oculto da Lua

Matheus Luque 08/01/2020 15h27
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Administração Espacial Nacional da China está comemorando um ano da missão Chang'e 4

A CNSA - Administração Espacial Nacional da China - está comemorando um ano de seu pouso histórico no lado oculto da Lua, com a missão Chang'e 4, que foi a primeira da história a aterrisar na região. Para comemorar a data, a agência divulgou imagens inéditas do local, além de uma série de novos dados.


Reprodução

Embora se trate de uma sonda estacionária, ela foi acompanhada do rover Yutu-2, para explorar a região ao redor do local de pouso, a cratera Von Kármán. Os dados foram coletados durante um período de 12 dias lunares, o que equivale a quase seis meses, já que cada dia lunar dura cerca de duas semanas na Terra.

Reprodução

As imagens divulgadas pela agência espacial foram registradas pela Terrain Camera, que possui bastante nitidez, bom equilíbrio de cores e capacidadade de girar 360 graus. Mesmo tendo parado de funcionar ao final do primeiro dia lunar, ela conseguiu enviar um conjunto de fotos detalhadas do lado oculto da Lua.

Reprodução

Uma das teorias confirmadas pela missão Chang'e 4 indica que a cratera onde a nave pousou foi criada no impacto de um asteroide há bilhões de anos. Ele teria sido tão forte que foi capaz de perfurar a crosta lunar, que tem 50 quilômetros de profundidade.

Reprodução

A China não perde tempo e já está se preparando para a missão Chang'e 5, que deverá ser lançada ainda esse ano. O objetivo é que a sonda colete dois quilos de amostras lunares de um local próximo a Mons Rumker, uma formação vulcânica localizada na região chamada Oceanus Procellarum.

 

Via: Ars Technica

China espaço Lua missão espacial
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você