Drone Sunfish, da Stone Robotics

Drone guiado por inteligência artificial mapeia um dos maiores lagos subterrâneos do mundo

Rafael Rigues 04/02/2020 11h02
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Batizado de Sunfish, robô usa um sonar para mapear o espaço ao seu redor, e explorou três cavernas quase desconhecidas pelos humanos

Um drone autônomo guiado por inteligência artificial (IA) conseguiu criar um mapa completo da caverna “Sopro do Dragão”, na Namíbia, local de um dos maiores lagos subterrâneos do mundo. Descoberta em 1986, a caverna tem esse nome por causa do ar úmido que sai de sua entrada, e devido à sua profundidade nunca tinha sido mapeada.


O drone, apelidado de “Sunfish” (nome em inglês para o que no Brasil é conhecido como “Peixe Lua”), foi desenvolvido pela Stone Aerospace. A empresa texana é especializada em robótica e já propôs para a Nasa vários projetos de drones e robôs que poderiam ser usados para explorar os oceanos de Europa, uma das luas de Júpiter.

Reprodução

Lago subterrâneo na caverna Sopro do Dragão

Em vez de usar GPS, rádio ou controles externos, o Sunfish usa um sonar para mapear um espaço, como um morcego. Os sinais são analisados por um algoritmo de IA que decide qual será o próximo movimento, e que foi projetado para simular a forma como os humanos tomam decisões ao explorar um espaço desconhecido. O resultado é um detalhado mapa tridimensional do lago.

Durante uma passagem inicial o Sunfish mapeou o perímetro da caverna e descobriu um túnel de mais de 175 metros de largura e 60 metros de altura. Em uma segunda passagem o robô encontrou o final do túnel, e da caverna, a mais de 200 metros de profundidade.

Reprodução

Sunfish mapeando a caverna Sopro do Dragão

Além da caverna Sopro do Dragão o drone mapeou também dois outros lagos inexplorados na região, o Lago Guinas, com 132 metros de profundidade, e o Harasib, com mais de 240 metros.

Reprodução

Lago Guinas

“Todo esse projeto é uma janela para o estado atual dessa transição gradual em direção à verdadeira autonomia e ao comportamento da IA em ambientes completamente não estruturados. Estamos falando de veículos que entram em lugares nunca antes vistos por humanos. E foi isso que o SUNFISH acabou de fazer, pela primeira vez. Ele explorou um lugar completamente desconhecido dentro deste planeta além de onde os humanos já estiveram antes.”, diz Bill Stone, CEO da Stone Aerospace.

Fonte: Discover Magazine 

Nasa espaço Drone uso de drone Drone Autônomo exploração espacial
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você