Elon Musk precisa de 300 pessoas 'prontas para morrer' por dia em Marte

Serão três foguetes lançados para Marte por dia, cada um com 100 passageiros, para construir a colônia da SpaceX no planeta vermelho

Vinicius Szafran, editado por Daniel Junqueira 03/09/2020 20h25
SpaceX
A A A

Elon Musk, CEO da SpaceX, prometeu levar um milhão de humanos para Marte até 2050, o que seria basicamente 300 pessoas por dia para construir sua colônia marciana. No entanto, Musk disse que precisaria de uma frota de mil naves para sustentar uma cidade. Conforme reportado pelo The Sun, a empresa busca vários testes de motor e segurança para se preparar para os voos de teste da nave espacial orbital em 2021.


Embora o interior e a cabine ainda não estejam muito desenvolvidos para os passageiros, Musk afirmou que eles precisam fazer a nave funcionar primeiro antes de entrar em detalhes.

O foguete em testes será usado para levar humanos ao planeta vermelho em breve. Ele é totalmente reutilizável e permite viagens espaciais de longa distância. Por mais que a SpaceX ainda não tenha uma nave totalmente funcional, a empresa pretende produzir 1.000 foguetes em 10 anos - 100 naves por ano.

O CEO insiste em dizer que sua empresa lançará mil voos para Marte por ano, ou cerca de três por dia, para atingir sua meta de um milhão. Cada viagem terá 100 passageiros que eventualmente se tornarão cidadãos da cidade marciana que construirão.

Além dos passageiros, Musk não especificou o que cada foguete transportaria, embora se presuma que água, combustível, comida e sistemas de suporte à vida estejam incluídos.

Transportar humanos não é o mais difícil

Segundo Musk, a parte mais difícil da empreitada não é levar os humanos até o planeta vermelho, mas sim construir uma cidade autossustentável. "A questão fundamental é construir uma base, construir uma cidade em Marte que seja autossustentável", disse o CEO durante o encontro Humans to Mars. Ele então detalhou a montagem de uma usina propelente e a construção da Base Alfa de Marte, o ponto inicial para alcançar um ponto de sustentabilidade.

No entanto, o CEO alertou sobre o perigo das viagens, principalmente no estágio inicial. Segundo ele, existe uma "boa chance" de pessoas morrerem no processo. "Quero enfatizar que isso é muito difícil e perigoso. Não é para quem tem coração fraco", disse Musk. "Será muito glorioso se der certo", acrescentou.

Reprodução

Manter a colônia em Marte será mais difícil do que transportar pessoas até lá, segundo Musk. Imagem: iStock

Por se tratar de um voo orbital, a viagem só é possível uma vez a cada dois anos, então a SpaceX deve ser capaz de atender todas as necessidades dos colonos durante sua estadia em Marte.

A empresa está progredindo bem, de acordo com Musk, principalmente em comparação com 2019, quando não havia nada. O progresso da Starship é atrasado pelo sistema de produção, mas como a empresa já tem uma grande capacidade de produção, eles estão construindo mais naves em menos tempo.

Via: Tech Times

Marte spaceX elon musk Starship espaçonave Ciência&Espaço
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você