SpaceX define novo lançamento de Starlink e pode adiar missão da ULA

Se for realizado, o evento pode marcar um novo recorde de reutilização de foguetes; pode ser a primeira vez que a empresa consegue completar três missões em um mês

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 16/10/2020 14h08
Starlink
A A A

A SpaceX adicionou mais um lançamento para satélites da Starlink em seu manifesto de outubro utilizando o Falcon 9, oque pode marcar um novo recorde de reutilização. A empresa já tem programada a 13ª missão para lançar satélites operacionais, o que não deve acontecer antes de 18 de outubro. Agora, a companhia de Elon Musk pretende lançar a Starlink-14 apenas três dias depois.


Além dessas duas missões, a United Launch Alliance (ULA) possui um lançamento do foguete Delta IV Heavy agendado para o dia 23 de outubro. Esta será a oitava tentativa de enviar o satélite espião NROL-44 do National Reconnaissance Office. Com isso, exceto com uma improvável situação de os lançamentos da SpaceX forem pontuais, as empresas estão destinadas a terem problemas.

O lançamento da ULA estava programado para acontecer em junho de 2020. Primeiro, a missão foi adiada para 26 de agosto, mas com uma série de atrasos chegou à data atual. Agora, a menos que que a Starlink-13 seja lançada em 18 de outubro e a Starlink-14 em 21, ou qualquer coisa além de dois dias de atraso, o foguete Delta IV Heavy precisará esperar um pouco mais para ir ao espaço.

Independente desta questão de conflito de cronograma, a SpaceX tem outro motivo para cumprir suas datas. Caso ambas as missões sejam lançadas nas próximas duas semanas, essa será a primeira vez que a empresa vai conseguir completar três missões Starlink em um mês. A marca é tão impressionante que, se não fossem satélites Starlink, a companhia estaria criando a segunda maior constelação de satélites comerciais em menos de 30 dias.

Por fim, a SpaceX pretende utilizar o Falcon 9 B1060 para a missão Starlink-14. Caso cumpra o cronograma, o modelo vai bater o recorde do B1058 com o menor intervalo entre lançamentos, com a marca de 48 dias. A marca atual é de 51 dias.

SpaceX amplia domínio no setor

Nas últimas semanas, a SpaceX garantiu mais contratos de lançamentos comerciais e manteve seu domínio no mercado. A empresa agora tem mais de 40 lançamentos - excluindo totalmente os da Starlink - programados para 2022 e 2023.

No mês passado, a operadora de satélites comerciais Intelsat anunciou a conclusão de um contrato de US$ 390 milhões para o lançamento de seis novos satélites em 2022 com a SpaceX e a concorrente europeia Arianespace – numa divisão de 4 para 2, respectivamente. A Intelsat também manteve a opção de selecionar entre as empresas para o lançamento de um sétimo satélite de comunicações em 2023.

Via: Teslarati

Satélites espaço spaceX Starlink United Launch Alliance Ciência&Espaço
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você