Sondas Cargo e Crew Dragon, da SpaceX, podem se encontrar em órbita

Modelos adaptados especificamente para missões com diferentes finalidades estão sendo preparados simultaneamente para os lançamentos

Nina Gattis, editado por Daniel Junqueira 13/10/2020 17h51
SpaceX
A A A

A SpaceX, empresa aeroespacial de Elon Musk, revelou que enviou a primeira espaçonave atualizada Cargo Dragon 2, modelo adaptado para o transporte de carga, para a Flórida, Estados Unidos, de onde são lançados seus veículos. Simultaneamente, a SpaceX está se preparando para lançar a espaçonave Crew Dragon, esta pensada especialmente para transportar tripulantes, como parte da missão Crew-1. O interessante é que com a proximidade das datas, ambas as sondas podem estar em órbita ao mesmo tempo.


No Twitter, a SpaceX contou que a Cargo Dragon que executará a 21ª missão de carga da empresa partiu para a Flórida na semana passada. "A espaçonave Dragon que apoiará a 21ª missão de reabastecimento de carga da SpaceX para a ISS partiu de nossa fábrica de Hawthorne na semana passada para a Flórida", escreveu.

A Cargo Dragon 2 chegou para otimizar a Cargo Dragon Original, que conquistou alguns marcos, como a primeira espaçonave privada a alcançar a órbita, reentrar na Terra e pousar em splashdown - na água -, bem como a pioneira a se encontrar com e entregar carga à Estação Espacial Internacional (ISS). De acordo com a SpaceX, a versão atualizada da sonda será "capaz de transportar 50% mais cargas científicas".

A Crew Dragon, por sua vez, foi a espaçonave de desenvolvimento privado que concluiu o primeiro voo orbital tripulado ao levar os astronautas Robert Behnken e Douglas Hurley, da Nasa, até a ISS. Apesar de complexa, esta missão, intitulada Demo-2, que partiu no dia 30 de maio e retornou à Terra em 2 de agosto, se tratava apenas de um teste. Com o sucesso da demonstração, a SpaceX já se prepara para a Crew-1, primeira missão oficial da sonda Crew Dragon.

Reprodução

A Crew Dragon já levou astronautas da Nasa à ISS em uma missão de teste. Imagem: Nasa/Divulgação

Inclusive, a programação contava que a Crew Dragon seria enviada entre os dias 23 e 31 de outubro. No entanto, de acordo com um comunicado da Nasa do dia 10 de outubro, a SpaceX decidiu atrasar um pouco a missão para que sejam feitas verificações no motor de reforço do Falcon 9, foguete que impulsionará a espaçonave. O problema já foi o responsável pelo adiamento de uma missão recente. Portanto, é melhor que a empresa se certifique de que está tudo certo para evitar erros graves irreparáveis.

Agora, com a Crew-1 atrasada para meados a fim de novembro e a Cargo Dragon 2 já posicionada na Flórida para a missão CRS-21, a SpaceX está lidando com os processos de pré-lançamento de duas sondas Dragon simultaneamente.

Reprodução

O foguete Falcon 9 é utilizado para impulsionar sondas da SpaceX. Imagem: Kim Shiflett/Nasa

Ainda que a empresa não tenha revelado quando pretende enviar a Cargo Dragon 2, documentos da Nasa apontam para o dia 22 de novembro.

Sendo assim, as duas espaçonaves, que têm propósitos diferentes, estão sendo preparadas ao mesmo tempo para, talvez, se encontrarem em órbita. Além disso, ambas devem ser lançadas a partir do Complexo 39 de lançamento do Centro Espacial Kennedy, no Cabo Canaveral, visto que a plataforma é equipada com uma torre única capaz suportar sondas com entrada para tripulantes ou cargas.

Via: Teslarati

Nasa Terra spaceX elon musk falcon 9 ISS espaçonaves crew dragon
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você