Sturtup cria teste de coronavírus para objeto

Coronavírus: startup cria teste para identificar vírus em objetos

Guilherme Preta, editado por Cesar Schaeffer 03/04/2020 14h04
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ideia é que o produto seja usado em locais públicos, como escolas e hospitais

A pandemia do novo coronavírus tem deixado todos em alerta. Além da sua grande capacidade de disseminação, o vírus pode permanecer em superfícies por muito tempo. Baseada nessas informações, a startup norte-americana Chai desenvolveu um kit de testes para objetos como maçanetas, botões de elevador e outros que costumam ser tocados a toda hora.


A empresa afirmou que, para realizar o teste, basta passar um cotonete sobre a superfície a ser testada. Depois, é necessário colocar a amostra na solução de extração de RNA criada pela própria startup. Por fim, uma máquina de teste RT-qPCR faz a avaliação. Esse equipamento pode ser encontrado a venda por preços a partir de US$ 6,5 mil (cerca de R$ 34,4 mil em conversão direta)

A ideia da Chai é que seu produto seja usado em locais públicos, como escolas e hospitais. Com os resultados, seria possível tomar medidas mais precisas em relação à higienização desses locais e a testes para com pessoas que passam por esses lugares.

A empresa destaca ainda que seu teste não funciona em pessoas, apenas em objetos. A Chai comercializa um kit completo, com máquina, solução e cotonetes especiais, por US$ 8 mil (aproximadamente R$ 42,36 mil em conversão direta).

Via: Mobile Time


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



teste coronavirus pandemia testes
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você