Coronavirus_mundo

Enquanto alguns países reabrem, pandemia cresce em grandes nações

Victor Pinheiro, editado por Fabiana Rolfini 19/05/2020 13h40
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Causada pelo novo coronavírus, Covid-19 já infectou mais de 4,8 milhões de pessoas no planeta

Enquantos os Estados Unidos e alguns países europeus começam a retomar gradualmente as atividades paralisadas em meio à pandemia de Covid-19, grandes nações como Brasil, Rússia e África do Sul ainda registram escaladas no número de casos da doença causada pelo novo coronavírus.


O último boletim divulgado pelas secretarias estaduais da Saúde brasileiras, nesta terça-feira (19) contabiliza 16.895 mortes e 256.523 casos confirmados de Covid-19 no país. Um estudo inédito de pesquisadores da Coppe/UFRJ, Marinha do Brasil e da Universidade de Bordeaux, na França, aponta que o Brasil deve atingir o pico da pandemia nesta semana. O número de casos diários deve estabilizar somente no fim de junho, com o total de 370 mil pacientes infectados

A pesquisa destaca ainda que há subnotificação de registros, uma vez que a oferta de exames de diagnóstico é limitada no país.

Reprodução

O novo coronavírus já infectou 4,8 milhões de pessoas em todo o mundo e provocou mais de 319 mil mortes. Imagem: Wikicommons

Em toda a América Latina, são mais de 31 mil mortes e 480 mil casos de Covid-19. Na cidade de Santiago, capital do Chile, a ocupação de leitos de hospitais ultrapassou o índice de 90% da capacidade da rede de saúde local. O país reportou mais de 2 mil novos casos na segunda-feira (18), contabilizando cerca de 46 mil infectados no total.

O contágio da doença também cresce em regiões pobres na capital argentina Buenos Aires, onde autoridades abrandaram medidas de isolamento social na última semana. Alguns negócios receberam a permissão para retornar às atividades e crianças agora podem caminhar em espaço públicos durantes os fins de semana.

Na Colômbia, a cidade de Leticia, na divisa com o território brasileiro, tornou-se um dos principais focos nacionais da doença. A rede de assistência médica do município já está sobrecarregada e pacientes são tratados em unidades improvisadas em hotéis.

Situação na Rússia

Segundo país com mais números de casos em todo planeta, seguido pelo Brasil e atrás dos Estados Unidos, a Rússia relatou 9.300 novos casos diário de Covid-19. Do total de 299 mil de diagnósticos positivos de Covid-19 identificados no país, quase metade ocorreram na capital Moscou.

Os balanços oficiais das autoridades russas apontam que a doença fez 2.800 vítimas fatais. Porém, de acordo com a AP News, especialistas argumentam que os números podem ser maiores. Eles relatam que oficiais do país têm classificado mortes de pacientes que testaram positivo para a doença como falecimentos por doenças crônicas. As autoridades do país negam e afirmam que o baixo índice de mortalidade se deve a medidas preventivas adotadas pelo governo.

Reprodução

Presidente Vladimir Putin. Imagem: Kremlin

O presidente Vladimir Putin instituiu medidas restritivas parciais para atividades econômicas no país no fim de março. Em declarações públicas, o chefe de estado disse que as restrições preveniram o colapso do sistema de saúde russo. Na semana passada, Putin encerrou o bloqueio e permitiu que as 85 regiões administrativas do país determinem suas respectivas regras para relaxar o isolamento social. Algumas regiões, no entanto, enfrentam dificuldades.

O Daguestão, uma divisão federal da Rússia situada no sudoeste do país, registrou escalada no número de infecções do novo coronavírus e hospitais da região foram sobrecarregados após o o relaxamento das medidas restritivas.

África do Sul e Índia

A pandemia cresce no continente africano. Segundo o Centro de Controle de Doenças da África (África CDC), todas as 54 nações confirmaram casos de coronavírus. O total de infectados ultrapassa a marca de 88 mil -- cerca de 2.800 mortes foram contabilizadas.

A África do Sul registra o maior número de infecções: são mais de 16.400 casos confirmados, com 290 vítimas fatais. A Covid-19 afeta acentuadamente a Cidade do Cabo e a província vizinha de Western Cape. Ambas regiões acumulam 61% dos casos totais do país.

Na Ásia, um dos expoentes é a Índia. O número de infecções confirmadas do novo coronavírus superou os 100 mil e mais de 4 mil casos diários foram registrados nos últimos dias. As infecções aumentam principalmente nos estados de origem de trabalhadores que deixaram postos de trabalho nas principais cidades do país. Entre essas regiões configuram West Bengal, Bihar, Odisha e Gujarat.

A Índia contabiliza cerca de 3.100 mortos pela Covid-19, de acordo com o Ministério da Saúde da nação asiática.

Fonte: AP News



Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Brasil Russia coronavirus covid19 países
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você