Itália impõe novas restrições para frear avanço da Covid-19

O número de novos casos da doença chegou a 5 mil na semana passada pela primeira vez desde o pico da pandemia no país

Nina Gattis, editado por Daniel Junqueira 13/10/2020 20h06
coronavírus na itália
A A A

Nesta terça-feira (13), Giuseppe Conte, primeiro-ministro da Itália, estipulou novas restrições a encontros públicos. Reuniões, restaurantes, esportes e atividades escolares ganharão limitações em menos de 24 horas. O objetivo é frear o crescente aumento de novos casos da Covid-19 no país.


O governo italiano levou vários dias para decidir quais seriam as restrições. Agora, o decreto proíbe festas em restaurantes, clubes ou a céu aberto, bem como cerimônias com mais de 30 pessoas. O texto também recomenda que as pessoas não façam festas em suas casas ou recebam mais de seis convidados por vez. Além disso, o uso de máscaras dentro de casa quando membros de fora da família estiverem presentes é aconselhado.

Reprodução

Na Itália, o uso de máscaras já é obrigatório ao ar livre e em prédios públicos. Imagem: GagliardiPhotography/Shutterstock

Outro ponto do decreto é que restaurantes têm meia-noite como horário limite para funcionar com serviços de mesa, mas pessoas de pé, tanto dentro quanto fora do estabelecimento, só serão servidas até às 21h. A intenção é evitar aglomerações do lado de fora de bares, visto que essa atitude foi apontada como uma das responsáveis pela volta dos altos índices de infecção pelo novo coronavírus na Itália.

Esportes de contatos praticados por amadores também estão proibidos, a menos que sejam organizados por entidades que concordaram com os protocolos de combate à Covid-19 estabelecidos pelas federações nacionais.

A preocupação do governo italiano surge como resposta ao crescimento dos casos diários da Covid-19 no país: o número dobrou na semana passada, chegando a cinco mil na sexta-feira (9) pela primeira vez desde março, pico da pandemia na Itália. No último sábado (10) foi ainda mais alarmante, com quase seis mil novos confirmados.

Vale ressaltar, no entanto, que o número caiu novamente nos últimos dois dias, domingo (11) e segunda-feira (12). Ainda assim, o índice tende a crescer a partir da segunda metade da semana. Portanto, não dá para relaxar.

O decreto entrará em vigor 24 horas após sua emissão e valerá por 30 dias.

Via: Exame


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Itália coronavirus máscaras covid19 pandemia
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você