Nova tecnologia garante 99,9% de higienização contra vírus em aviões

Utilizando um sistema de purificação por ionização, a tecnologia da Aviation Clean Air promete eficiência e rapidez na limpeza de aeronaves comerciais

Da Redação, editado por Daniel Junqueira 21/09/2020 18h20
Avião
A A A

A Aviation Clean Air (ACA), empresa que desenvolve soluções em limpeza de aeronaves, trouxe ao mercado um novo sistema de higienização proativo que garante a eliminação de 99,9% de patógenos de aviões em até 30 minutos. Utilização da tecnologia seria grande auxílio para normalização da rotina de viagens no mundo todo, em meio a pandemia do novo coronavírus


Desde o início da pandemia, companhias aéreas vinham utilizando do sistema High Efficiency Particulate Air (HEPA) como método de higienização das aeronaves. Estes funcionam essencialmente como filtros que retêm patógenos ao serem passados em ambientes fechados, como um avião.

Nova tecnologia de higienização garante até 99.9% de neutralização de patógenos.

No entanto, a tecnologia perde em eficiência para a NeedlePoint Bi-Polar Ionization (NPBI), que utiliza um sistema de purificação por ionização. Já patenteado e certificado pela Federal Aviation Administration, órgão governamental norte-americano de regulação da aviação, o Aviation Clean Air é o mais eficiente e veloz higienizador disponível no mercado.

Atuação eficiente no combate a patógenos

A vantagem comparativa da tecnologia NPBI está na capacidade de neutralizar o vírus com maior eficiência que o sistema de filtragem. "Os filtros HEPA que estão sendo utilizadona maioria das aeronaves comerciais são eficientes na remoção de partículas com tamanho maior que 3 mícrons (3 'µ'), mas sabemos que o vírus Sars-CoV-2 tem entre 0,002 e 0,125 µ de tamanho. Isso significa que estes podem não remover o vírus propriamente dito, caso ele esteja ligado a uma partícula menor no ar", afirmou Jonathan Saltman, representante da Aviantion Clean Air.

Reprodução

Higienização eficiente seria forma de recuperar a confiança do público em viajar em meio a pandemia. Foto: Pixabay/Divulgação

Por sua vez, o processo de ionização atua tornando o vírus neutralizável. O NBPI libera no ar uma carga eletrônica, que contêm íons positivos e negativos. Ao se prenderem aos vírus, estas cargas agem o neutralizando, por conta de seu efeito microbicida natural. Ou seja, ela elimina não só a Covid-19, mas outras categorias de vírus, bactérias e alérgenos no ar.

"Nosso sistema evita a propagação de vírus por aerossolização, que agora está sendo mostrado como o principal método de disseminação da Covid-19", ressaltou Saltman. "A tecnologia NPBI é a próxima etapa crítica para restabelecer a confiança do público de que é seguro voar novamente com o Aviation Clean Air a bordo", concluiu.

Fonte: Science Times


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Aviação coronavirus covid19
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você