Segurança

Golpe

Golpe clona WhatsApp via anúncios na internet; saiba como se proteger

Matheus Luque, editado por Roseli Andrion 22/10/2019 13h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Sem utilizar qualquer tipo de vírus, criminosos usam números de celular expostos em anúncios na internet para atrair as vítimas

Um novo golpe envolvendo o WhatsApp vem ganhando força no Brasil. A armação funciona da seguinte forma: os criminosos usam os dados presentes em anúncios online para clonar o WhatsApp de usuários, e tentar pedir dinheiro para familiares e amigos da vítima.


O golpe começa em plataformas como o OLX e o Mercado Livre, que costumam pedir um número de telefone para os interessados em anunciar determinado produto no site. Os criminosos pegam o número de telefone e mandam mensagens à vítima, dizendo que é necessário enviar um código de confirmação que chegará via SMS para terminar o cadastro.

A questão é que esse código é, na verdade, o autenticador de duas etapas do WhatsApp da vítima, a última peça necessária para o golpista clonar a conta. Assim que a clonagem acontece, a vítima perde acesso ao aplicativo, que passa a ser controlado pelo criminoso, que entra em contato com amigos e familiares da vítima para pedir dinheiro.

Como o processo acontece de forma muito rápida, usuários desatentos acabam acreditando na história.

As mensagens chegam no seguinte modelo:

Mais de 300 pessoas já sofreram com esse tipo de tentativa de invasão de conta por criminosos, que deixam de lado o vírus e apostam na confiança que a vítima tem nas plataformas de anúncio e venda online.

Para se proteger do golpe é necessário ter a verificação em duas etapas do WhatsApp ativada e ficar atento ao receber e-mails de serviços que deixam dados de contato expostos publicamente.

Posicionamento do Mercado Livre

Em nota, o Mercado livre informa:

“Para garantir uma negociação segura, o Mercado Livre orienta seus clientes a sempre realizarem os contatos logados à plataforma. A empresa destaca que, precisamente para garantir a segurança dos usuários, dados de contato como endereço de e-mail e número de celular não devem ser informados a outros usuários diretamente antes da concretização da venda/compra do produto por meio da plataforma. Também orienta que esses dados não sejam trocados por e-mail ou mensagens. Essas e outras indicações de segurança estão disponíveis nos Termos & Condições de uso do site.”

Via: UOL

Crimes digitais OLX Whatsapp cibercrime mercado livre golpes Crime whatsapp web
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você