Uber e Lyft

Aeroporto Internacional de Los Angeles bane Uber

Sofia Aureli, editado por Matheus Luque 08/10/2019 14h17
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Mais um capítulo no difícil relacionamento entre aeroportos e aplicativos de corridas compartilhadas

Veículos de carona como Uber e Lyft estão proibidos de buscar passageiros nos terminais da LAX, o Aeroporto Internacional de Los Angeles. O novo capítulo no difícil relacionamento entre aplicativos de corrida e aeroportos ganhou mais um tom depois das novas regras da LAX.. A partir de agora, os passageiros que desejam pegar algum dos aplicativos devem andar cerca de 20 minutos até o Terminal 1 ou esperar por um ônibus de transferência, segundo reportado pelo Los Angeles Times.


Além do constante tráfego nos terminais do Aeroporto Internacional de Los Angeles, a LAX está passando por uma reforma de US$ 14 bilhões em suas antigas rampas e terminais. Ao passo que as construções estão levando ao fechamento de algumas rotas de carros, outras companhias aéreas estão criando novas, para suprir a constante demanda de embarque e desembarque nos terminais.

“Nós entendemos que tentar acessar a área do terminal central é desafiador. Vem sido assim por muito tempo e nós estamos trabalhando para deixar melhor”, afirmou Keith Wilschetz, diretor executivo da Divisão de Operações e Gerenciamento de Emergências nos Aeroporto de Los Angeles. Nas palavras de Wilschetz, as medidas buscam facilitar o embarque e desembarque.

Outros aeroportos adotaram práticas semelhantes nos últimos anos, como o Aeroporto Internacional de São Francisco. Neste caso, o aeroporto transferiu a maioria dos pontos de encontro entre motoristas e passageiros para o piso superior da garagem principal. Os usuários afirmaram que o sistema se tornou mais eficiente, apesar da longa caminhada até o terminal.

Enquanto isso, a Uber e a Lyft tentaram outras práticas para tornar o sistema de encontro mais eficiente. Para isso, ambas as companhias aderiram um recurso chamado Rematch que permite que motoristas que acabaram de fazer uma corrida para o aeroporto busquem um novo passageiro sem ter de deixar o espaço e esperar em uma área externa. Além disso, para agilizar o embarque, as companhias adotaram um método de fornecer um PIN para o cliente, permitindo que o usuário entre em qualquer veículo que estiver esperando na fila, ao invés de procurar por um motorista especifico.

A Lyft se pronunciou afirmando estar trabalhando junto com a liderança do aeroporto em relação aos projetos de infraestrutura da LAX. “Nós estamos animados em continuar com a colaboração para tentar diminuir o tráfego nos terminais, diminuir o tempo de espera para motoristas e passageiros e estamos confiantes que ofereceremos a melhor experiência para os usuários da Lyft”, afirmou o porta-voz da companhia.

Por outro lado, a Uber foi mais combativa e disse que irá continuar operando, apesar de compartilhar com as preocupações do aeroporto. “No meio tempo, esperamos que a LAX escute e incorpore nossa entrada, para que seus passageiros possam continuar acessando o serviço de corridas compartilhadas de um jeito fácil”, disse.

 

Via: The Verge

Trânsito uber estados unidos aeroporto Lyft
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você