Mark Zuckerberg

Autoridades exigem acesso a mensagens criptografadas do Facebook

Fabrício Filho, editado por Matheus Luque 03/10/2019 08h46
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Autoridades dos EUA, Reino Unido e Austrália pressionam o Facebook para ter acesso a mensagens criptografadas de usuários, para ajudar em investigações

O procurador-geral dos EUA, William Barr, e outras autoridades do Reino Unido e Austrália estão pressionando o Facebook acessar mensagens criptografadas enviadas por usuários. O crescente uso de comunicações criptografadas de ponta a ponta foi apontado pelo Departamento de Justiça como um problema.


O WhatsApp possui uma criptografia de ponta a ponta, o que significa que nem mesmo o Facebook consegue ler o texto das mensagens. Zuckerberg planeja estender essa proteção ao Messenger e ao Direct do Instagram. No entanto, as autoridades vão pedir ao CEO, em uma carta aberta, que ele adie seus planos. "As empresas não devem projetar deliberadamente seus sistemas para impedir qualquer forma de acesso ao conteúdo, mesmo para prevenir ou investigar os crimes mais graves", escreveram. 

A carta surge como mais uma estratégia do Departamento de Justiça, que tem se esforçado para pressionar as empresas de tecnologia para obter acesso a dispositivos e aplicativos criptografados durante investigações. Especialistas em segurança dizem que permitir às autoridades o acesso a essas mensagens representaria um sinal de insegurança para todos. 

Barr fará a solicitação ao Facebook junto do secretário de Segurança Interna dos EUA, Kevin McAleenan, do secretário do Interior do Reino Unido, Priti Patel, e do ministro de Assuntos Internos da Austrália, Peter Dutton. O procurador detalhou um caso de uso do chat no qual um cartel de drogas usou a privacidade das mensagens para coordenar assassinatos de policiais no México. 

Ao anunciar, em março, os planos para expandir a criptografia, Zuckerberg reconheceu que a proteção de privacidade oferecida também se estende à “privacidade de pessoas fazendo coisas ruins”. O bilionário afirmou que o Facebook está trabalhando para detectar padrões de mau comportamento, mas sem ver o conteúdo das mensagens.

O Facebook disse na quinta-feira que as pessoas têm o direito de ter uma conversa privada online, e que as empresas são capazes de responder às agências governamentais quando recebem solicitações legais válidas. "Nós nos opomos veementemente às tentativas do governo de construir backdoors, porque prejudicariam a privacidade e a segurança das pessoas em todos os lugares", disse o porta-voz do Facebook Joe Osborne, em comunicado.


Fonte: AP News

 

Facebook Messenger justiça instagram Whatsapp EUA Reino Unido Mark Zuckerberg
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você