Cientistas criam 'flecha envenenada' para matar bactérias resistentes

Nova substância consegue perfurar as paredes celulares dos microrganismos ao mesmo tempo que ataca um elemento fundamental do seu DNA

Renato Mota 08/06/2020 18h06
Bacteria
A A A

A crescente resistência de bactérias aos antibióticos é um sério problema de saúde pública. A cada nova geração, os micróbios sofrem mutação e os medicamentos têm que acompanhar essa evolução - e a cada etapa ficamos mais perto da criação de uma superbactéria. Mas pesquisadores da Universidade de Princeton desenvolveram um composto que pode simultaneamente, perfurar as paredes bacterianas e destruir o folato dentro de suas células.


O professor de biologia molecular Zemer Gitai descreve a sustância, chamada SCH-79797 (e descrita em uma publicação da Cell) como uma "flecha envenenada" – uma arma que ataca simultaneamente de dentro e de fora pode derrubar até os oponentes mais fortes.

Infecções bacterianas se dividem em dois grupos: Gram-positivo e Gram-negativo. A principal diferença é que as bactérias Gram-negativas são blindadas com uma camada externa que as protege da maioria dos antibióticos. "Este é o primeiro antibiótico que pode atingir Gram-positivos e Gram-negativos sem resistência", ao mesmo tempo que é seguro para humanos, afirma Gitai.

Para provar essa falta de resistência a equipe de pesquisadores utilizou ensaios e métodos diferentes, nenhum dos quais revelou uma partícula de resistência ao composto. Por fim, eles usaram força bruta: por 25 dias, os pesquisadores expuseram bactérias à droga repetidamente.

Como as bactérias levam cerca de 20 minutos por geração, os germes têm milhões de chances de desenvolver resistência - mas não o fizeram. Para verificar seus métodos, a equipe também utilizou outros antibióticos, que rapidamente acabaram tendo resistência por parte do microrganismo.

O SCH-79797 usa dois mecanismos distintos dentro de uma molécula. "A ‘flecha’ precisa ser afiada para que o veneno se infiltre, mas o veneno também deve matar por si próprio", explica Benjamin Bratton, coautor do artigo. A flecha atinge a membrana externa - perfurando até a espessa armadura de bactérias Gram-negativas - enquanto o veneno destrói o folato, um elemento fundamental do RNA e do DNA da bactéria.

Via: Princeton University

Saúde Medicina Ciência bactérias
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você