KaiOS

KaiOS: conheça 5 fatos sobre o sistema operacional que torna o celular simples de novo

Camila Rinaldi, editado por Rui Maciel 16/04/2019 17h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Telas muito grandes, sistemas operacionais complexo demais e baixa autonomia de bateria são apenas alguns dos exemplos que ainda tornam os celulares básicos uma ótima opção hoje em dia

Com a chegada de novas tecnologias aos smartphones, tais como Inteligência Artificial e suporte para redes 5G, os celulares não ficaram apenas mais poderosos e caros, também deixaram de ser interessantes para certo tipo de pessoa. Telas muito grandes, sistemas operacionais complexo demais e baixa autonomia de bateria são apenas alguns dos exemplos que tornam um segmento do mercado mobile especial: o de celulares básicos. De olho neste público, o pessoal da startup KaiOS desenvolveu um software simples, que permite acesso à Internet, e otimizaram a experiência de quem usa um feature phone.


#1 Feature phone vs. Smart feature phone

No passado, os celulares eram usados basicamente para enviar mensagem de texto (SMS) e fazer ligações. Em alguns casos, tínhamos disponível também calculadora, agenda, alarme e até jogos, como o saudoso jogo da cobrinha. Estes aparelhos ficaram conhecidos como feature phones, ou celulares de função. Talvez o maior exemplo deste tipo de aparelho tenha sido o Nokia 3310.

Com o passar dos anos, e a popularização das redes móveis de Internet, estes celulares receberam mais “funções”, especialmente com a popularização dos smartphones, ou celulares inteligentes. Assim, alguns passaram a contar com câmeras, serviço de email e, até mesmo um navegador. Logo, seus recursos já não podiam mais ser considerados básicos, pois já havia certa inteligência no uso destes aparelhos. Com isso, os feature phones passaram a ser considerados smart feature phones.

Para se ter uma noção da popularidade deste tipo de aparelho, hoje, são 25 milhões de brasileiros utilizando celulares básicos no país e, de acordo com os estudos da Positivo, até 2022, cerca de 9,6 milhões de pessoas comprarão feature phones no país.

Reprodução

#2 A ascensão dos smart feature phones

Com a popularização de serviços como WhatsApp, Facebook e YouTube, é claro que o interesse por estas plataformas cresceu entre as pessoas, e isso inclui os usuários de celulares simples. Contudo, além do hardware destes dispositivos ser limitado, o software deixava ainda mais a desejar. Tanto que alguns aparelhos eram vendidos com a promessa de oferecer acesso à Internet e, muitas vezes, não havia nem suporte para tanto, nem da fabricante do aparelho, nem da operadora de telefonia móvel.

E foi neste cenário que, há três anos, surgia a startup KaiOS, que depois de receber um investimento considerável do Google, passou a responder pelo desenvolvimento do sistema operacional de grande parte dos agora conhecidos smart feature phones.

#3 O que é o KaiOS

De forma bem simples, o KaiOS é um software originário do Firefox OS, desenvolvido para smart feature phones ou celulares simples inteligentes, que não possuem tela tátil e são mais baratos.

Tendo o Google como um dos principais investidores, o KaiOS usa como base do sistema operacional  o HTML5, JavaScript e CSS, e permite que os desenvolvedores criem aplicativos para a plataforma usando um sistema de web apps. Desta forma, o software se mantém leve e capaz de ser usado em celulares com especificações menores, como memória RAM de 512MB. Além disso, a tela dos aparelhos é normalmente menor, por conta do teclado físico, o que oferece uma autonomia de bateria maior.

No entanto, é importante salientar que o KaiOS não oferece suporte aos aplicativos do Android.

Mas muita calma nessa hora: os aparelhos rodando o KaiOS possuem pré-instalados ferramentas como Google Mapas, Buscador do Google, YouTube, Twitter, Facebook e, agora, o Google Assistente, que pode ser acionado rapidamente usando um botão dedicado para voz. Além disso, os usuários poderão baixar aplicativos como o WhatsApp através da KaiStore (loja de apps oficial do SO) e, de acordo com os desenvolvedores da plataforma, mais apps devem chegar à loja da plataforma nos próximos meses.

Reprodução

Interface do Usuário do KaiOS


#4 O KaiOS não concorre com o Android ou iOS

É claro que, surgindo como um terceiro sistema operacional, o KaiOS levanta questões sobre o futuro da plataforma. Afinal de contas, são milhões de usuários em potencial aderindo aos dispositivos que rodam este SO e roubando espaço do Android e iOS. Contudo, de acordo com os próprios desenvolvedores da empresa, a Google é uma das grandes parceiras da startup, logo, a intenção é colaborar e não competir.

#5 Quais aparelhos rodam com KaiOS

O KaiOS já está presente em um grande número de celulares de baixo custo no mercado global. Como a empresa Kai possui escritórios em diferentes regiões do mundo - Hong Kong, EUA, Taiwan, China continental, Índia, Brasil e França - espera-se que até a metade de 2019, o sistema operacional seja executado em mais de 150 milhões de dispositivos em todo o mundo. Talvez os modelos mais populares rodando com este SO sejam o Nokia 8110 e o WizPhone WPOO6.

O Nokia 8110 é uma releitura de um modelo icônico da marca da década de 90, que ficou famoso por causa do filme “Matrix”. Em 2019, pelo segundo ano seguido, a fabricante HMD - que tem permissão de uso da marca Nokia - optou por relançar este aparelho como um smart feature phone, compatível com a rede 4G e rodando com o KaiOS.

Reprodução

Já o WizPhone WPOO6 foi anunciado por 7 dólares, aproximadamente, 30 reais, no início de dezembro do ano passado, na Índia. Este preço, claro, só foi possível por causa de uma parceria entre a fabricante e as operadoras. Assim como o Nokia 8110, o WizPhone WPOO6 roda com KaiOS, e já chega ao mercado com um botão dedicado para o Google Assistente, que permite introduzir conteúdo e realizar pesquisas através de comandos de voz.

No Brasil, a Kai tem parceria com a Positivo e a SEMP TCL. O dispositivo da Positivo deverá chegar entre maio e junho deste ano e contará com um botão dedicado para o Google Assistente, com um botão de atalho para o WhatsApp e terá conexão 4G.

A SEMP TCL também está com um projeto para trazer aparelhos rodando com o KaiOS para o Brasil. Durante o MWC 2019, a empresa nos informou que está em conversas com a Google e a KaiOS para trazer aparelhos com o botão do Google Assistente para as suas linhas de baixo custo ainda no próximo semestre deste ano.

Logo, como podemos perceber, a partir do meio do ano, os brasileiros já poderão contar com opções mais interessantes entre os celulares de baixo custo, com acesso à Internet e a aplicativos populares como WhatsApp e Google Maps.

Celulares Google feature phones smartphones mais populares
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você