Reino Unido bane Huawei de suas redes 5G

País tinha permitido papel limitado à empresa em janeiro; operadoras têm até 2027 para tirar equipamentos já fornecidos pela chinesa

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 14/07/2020 13h50
Huawei 5G
A A A

O governo do Reino Unido anunciou nesta terça-feira (14) o banimento da Huawei de suas redes 5G. Com isso, as operadoras de telecomunicações estão impedidas de comprar novos equipamentos da empresa e têm até 2027 para remover a tecnologia já existente. São estimados custos de 2 bilhões de euros para esta operação.


A decisão, que segue um relatório do Centro Nacional de Segurança Cibernética, marca uma reviravolta na posição do governo. Em janeiro, o país permitiu que os equipamentos da Huawei fossem usados com certa limitação. Na época, ficou decidido que a empresa poderia ter participação máxima de 35% no mercado, além da impossibilidade de fornecer equipamento para as partes principais da rede ou locais geograficamente sensíveis.

Nos últimos meses, o governo britânico viu crescer a pressão nacional e internacional para se afastar da empresa chinesa. A preocupação em relação a segurança dos equipamentos, em razão de uma possível ligação da Huawei com o governo chinês, negado veementemente pela empresa, tem causado grandes problemas para a gigante tecnológica.

Reprodução

Reino Unido deu até 2027 para operadoras de telecomunicações removerem equipamentos da Huawei já em utilização. Foto: iStock

Os Estados Unidos representam a maior oposição à empresa, e tem tentado convencer aliados a evitar a Huawei. O governo de Trump informou que tanto a empresa quanto seus fornecedores não poderão usar tecnologias americanas nem fazer negócios com empresas de origem no país.

A Huawei afirmou que a decisão do governo do Reino Unido é “decepcionante” e que está confiante de que as sanções dos EUA não afetariam “a resiliência ou segurança dos produtos que fornecemos ao Reino Unido”. Além disso, a empresa pediu para o governo britânico reconsiderar a decisão.

No Brasil

O Brasil poderá sofrer com anos de atraso na implantação de uma rede de comunicações 5G e custos mais altos caso sucumba às pressões crescentes dos Estados Unidos e não inclua a Huawei como uma das fornecedoras de equipamentos, de acordo com um executivo da fabricante chinesa.

As declarações foram feitas enquanto o governo Trump intensifica os esforços para limitar o papel da Huawei na implementação da tecnologia 5G na maior economia da América Latina. Todd Chapman, embaixador dos EUA, chegou a sugerir que o país está disposto a financiar a compra de equipamentos de outros fornecedores para o Brasil, apenas para evitar a Huawei.

Via: The Verge

Brasil 5G Huawei estados unidos eua x china Reino Unido rede 5g
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você