União Europeia quer que redes sociais reportem luta contra fake news

Facebook, Google e Twitter precisam enviar relatórios mensalmente

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 10/06/2020 13h30
UE quer que redes sociais reportem luta contra fake news
A A A

A União Europeia (UE) está tomando novas medidas para combater as fake news. O líder da política externa da UE, Josep Borrell, e a vice-presidente de valores e transparência da Comissão Europeia, Vera Jourova, afirmaram que Facebook, Google e Twitter devem produzir relatórios mentais sobre seus esforços para acabar com as campanhas de desinformação.


A comissão espera que as redes sociais detalhem os esforços para limitar as informações falsas, incluindo anúncios, bem como as medidas tomadas para promover conteúdos confiáveis.

“A desinformação não prejudica apenas a saúde de nossas democracias, mas também prejudica a saúde de nossos cidadãos”, destacou Jourova, lembrando de campanhas antivacinação da Covid-19

Já o TikTok vai se juntar ao Código de Práticas de Desinformação da UE para combater as fake news. O aplicativo promete promover “a verdade e a transparência nos anúncios, aplicar políticas contra identidades falsas e bots e ajudar pesquisadores a analisar campanhas de desinformação”.

Apesar de não levar a uma mudança significativa na atual abordagem do TikTok, é uma tentativa dele reafirmar ao mundo que suas políticas de conteúdo internacionais não estão sob possíveis influências do governo chinês.

Via: Engadget

Google Twitter Facebook Europa fake news tiktok união europeia
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você