Google Play deve chegar à China em 2016, diz Lenovo

O vice-presidente sênior da Lenovo, Chen Xudong, disse ontem ao site chinês Tech.Sina que o Google pretende levar sua loja de aplicativos, livros, filmes e música ao mercado chinês ainda em 2016.

Embora o Android seja o principal sistema operacional utilizado pelos chineses, a presença do Google na região é bastante limitada. Diferentemente do que acontece no ocidente - onde todos os aplicativos para Android são distribuídos pela Google Play - a China possui diversas lojas de aplicativos diferentes.

Uma das principais vantagens que a Google Play poderia trazer para o mercado chinês, portanto, é a centralização. No entanto, segundo o Ubergizmo, a versão da loja que funcionará na China deve ser censurada, e provavelmente não trará todos os aplicativos que são vendidos na loja ocidental.

Voltando para a China

Rumores sobre a volta da Google Play à China existem desde o ano passado. A empresa já chegou a operar no país, mas teve problemas com o governo local, após o que optou por encerrar suas atividades por lá. Ao que parece, porém, dessa vez o Google deverá se adequar às solicitações do estado chinês.

Ainda assim, a volta do Google ao território após mais de cinco anos sem operar por lá não deverá ser fácil. O mercado chinês de aplicativos mudou bastante desde a saída da empresa, e caso a empresa resolva retornar, terá que encarar concorrentes de peso, como Alibaba, Tencent e Baidu.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ