Até o momento, a Huawei vendeu 200 milhões de smartphones em 2019. A empresa atingiu esse número 64 dias antes em relação ao ano passado, apesar das dificuldades enfrentadas pelas proibições impostas pelos EUA.

Os dispositivos da fabricante chinesa são bastante populares em sua terra natal devido à combinação de recursos avançados e preços acessíveis. Porém, a popularização da marca e as inovações técnicas presentes nos novos dispositivos, fizeram com que a Huawei vendesse números expressivos em mercados ocidentais.

publicidade

Enquanto outros fornecedores lutam para crescer no mercado e aumentar sua participação, a Huawei superou os desafios e se tornou a segunda maior fabricante de telefones do mundo, passando à frente da Apple.

A Huawei atribuiu as vendas aceleradas de seus dispositivos às inovações dos aparelhos Huawei P30 e Mate 30, embora a popularidade de seus dispositivos e a demanda por celulares de baixo custo nos mercados em desenvolvimento também tenham desempenhado um papel importante.

No entanto, a tentativa da empresa de ultrapassar a Samsung e se estabelecer como a maior fabricante de smartphones do mundo foi prejudicada por imposições do governo dos EUA. Isso impediu que as empresas americanas fizessem negócios com a Huawei.

Algumas operadoras europeias retiraram os smartphones 5G da Huawei de sua linha de lançamentos. Esse foi um movimento que deu vantagem a outros fabricantes.

Apesar das dificuldades, a gigante chinesa está avançando com suas estratégias de lançamento de novos dispositivos e estruturas de rede. Aparentemente, o próximo dispositivo da empresa, e que promete mexer com o mercado de smartphones, é o Huawei Mate X 5G, aparelho que segue a tendência dos telefones dobráveis.

Via: TechRadar