EnglishPortugueseSpanish
publicidade

Uma patente recentemente registrada pela Apple indica que a empresa está explorando o conceito de “acessórios” capazes de transformar um iPhone ou iPad em um portátil similar a um Macbook.

Segundo a empresa, esse acessório poderia ter formato similar ao de um notebook, mas não poderia ser usado por si só. Ou seja, não teria uma CPU própria. Entretanto, poderia ter memória extra (presumidamente para armazenamento), ou uma GPU para expandir os recursos do aparelho conectado a ele.

publicidade

As ilustrações na patente mostram aparelhos como iPads e iPhones sendo conectados ao acessório, mas ela não se limita a estas categorias, mencionando que a ideia poderia ser aplicada a smartphones, media players. tablets ou “outros dispositivos de computação portáteis”.

Reprodução

A idéia não é necessariamente nova. Projetos como o Libra e o DoBox Pro, ambos em crowdfunding, tem propósito bastante similar. E mesmo em smartphones há precedentes: em 2011 a Motorola lançou o Atrix, um smartphone que contava com um acessório chamado Lapdock. Conectado a ela, o celular se transformava em um notebook ultrafino, rodando Linux e equipado com uma tela de 11,6” e autonomia de bateria de até 8 horas.

Lembramos que nem toda patente registrada por uma empresa, como o recente iMac em um painel de vidro curvo, se torna um produto. A Apple conseguiu a patente de um iPhone dobrável em 2015, e em 2016 registrou a patente de uma tela flexível para dispositivos vestíveis, ambos produtos nunca lançados. Em 2018, a empresa registrou em média seis pedidos de patente por dia.

publicidade

Fonte: Apple Insider