EnglishPortugueseSpanish

O Wi-Fi está pronto para receber a maior atualização dos últimos 20 anos. O ano de 2021 deverá ser palco de diversos novos celulares, notebooks, TVs e roteadores equipados com a tecnologia Wi-Fi 6E, expandido a conexão sem fio atual em até 4 vezes.

Desde abril de 2020, a Federal Communications Commission (FCC) abriu essa nova faixa de espectro nos Estados Unidos. Com isso, a Wi-Fi Alliance — grupo de toda a indústria que supervisiona o Wi-Fi — anunciou recentemente que está certificando a primeira onda de produtos com suporte para a tecnologia.

publicidade

Basicamente, os dispositivos Wi-Fi existentes operam em duas bandas de espectro: 2,4 GHz e 5 GHz. O Wi-Fi 6E adiciona uma terceira banda (6 GHz), praticamente quadruplicando a quantidade total de ondas usadas para a conexão sem fio convencional.

Isso não só permitirá mais conexões e maior velocidade, como também poderá diminuir interferências. Como o Wi-Fi 6E tem mais largura de banda disponível, há menos chances de que você e seus vizinhos “lutem” pelas mesmas ondas de rádio.

Wi-Fi
Tecnologia Wi-Fi 6E deverá melhorar conexões sem fio. Imagem: Vasin Lee/Shutterstock

Segundo a IDC, dispositivos como celulares, PCs e laptops com suporte ao Wi-Fi 6E devem chegar ao mercado nos primeiros meses de 2021. Inclusive, a Samsung planeja incorporar a tecnologia em seus próximos smartphones da linha Galaxy S21, graças ao processador Snapdragon 888 5G que é compatível com a nova tecnologia.

Já TVs e aparelhos de realidade virtual (VR) deverão ser anunciados até o meio do ano.

Vai demorar para chegar aqui?

Apesar de muitos produtos com suporte ao Wi-Fi 6E serem lançados ainda neste ano, pode levar um certo tempo até que a tecnologia seja incorporada na maioria dos dispositivos.

Isso porque a tecnologia é recente e não pode ser suportada pela maioria dos aparelhos com o Wi-Fi 6 padrão. A IDC, por exemplo, estima que apenas 20% dos produtos Wi-Fi 6 também suportem o Wi-Fi 6E.

Além disso, outro obstáculo para acelerar o uso da tecnologia consiste no apoio de reguladores do mundo todo.

Embora os EUA já tenham aprovado o uso de ondas de 6 GHz, reguladores de comunicação de outros países também precisam autorizar a atualização.

Bandeira do Brasil
Brasil segue nas tratativas para aprovar o uso de 6GHz para Wi-Fi. Imagem: gleidiconrodrigues/Pixabay

De acordo com a Wi-Fi Alliance, países como Reino Unido, Coreia do Sul, Chile e Emirados Árabes já deram sinal verde para permitir o uso da faixa. Órgãos reguladores do Brasil, Canadá, México e Japão seguem em desenvolvimento para as aprovações.

Via: The Verge