EnglishPortugueseSpanish

‘Minecraft Dungeons’ foi lançado no ano passado e chamou bastante atenção por misturar o famoso mundo dos personagens quadriculados com mecânicas de RPG. Em nossa análise, foi possível ver que o título é bastante divertido e surpreendeu positivamente.  

Agora, com a chegada da expansão ‘Howling Peaks’, o jogador é enviado para uma montanha bastante alta e cheia de perigos. O Olhar Digital teve a chance de testar essa nova área e conta tudo o que achou.  

publicidade

Missões  

Apesar de contar uma história, a expansão não é exatamente uma continuação direta dos eventos do game principal. Com a DLC, os jogadores têm acesso a três novas e extensas missões.  

O interessante aqui é a duração de cada uma delas. Para quem gosta de explorar os cenários ao máximo e coletar todos os segredos, serão necessários cerca de 40 minutos para completar cada uma das áreas.  

Além disso, ao contrário do game principal, não é possível escolher por qual missão começar. Aqui é necessário seguir uma ordem, já que, ao fim de cada fase, o jogador pode acessar o próximo destino.

Mecânicas e inimigos 

O grande destaque do game, além dos novos cenários gelados, fica por conta do uso do vento. Isso mesmo. A ventania que atinge a montanha é fundamental para resolver diversos puzzles espalhados pelas áreas e até derrotar alguns inimigos.  

publicidade

Os enigmas são relativamente simples de se resolver, mas bastante divertidos. A ideia de depender das forças da natureza para algumas soluções também chama bastante a atenção e faz com que o jogador tenha de encontrar a melhor maneira de resolver os desafios.  

O vento pode ser um aliado na hora de resolver puzzles no game. Foto: Mojang/Xbox Game Studios

Falando de inimigos, a nova DLC traz novos e desafiadores monstros, que ajudam a dar um ar de novidade ao game – já que o título anterior era relativamente repetitivo em alguns pontos.  

Nas batalhas, o vento também pode ter um papel fundamental. Isso porque, dependendo da área, os inimigos podem ser jogados para fora da arena ao serem atingidos. No entanto, isso também serve para o seu personagem. Por isso, cuidado. 

Por fim, o que eu senti falta foi de mais batalhas contra chefões. A DLC oferece apenas uma – e que está localizada no fim da terceira missão. Isso faz com que seja relativamente fácil passar pelos mundos do game e, consequentemente, terminar a expansão. 

Parte gráfica 

Assim como o título base, a DLC mantém o estilo gráfico, bastante colorido e quadriculado, mas também muito detalhado e com muita profundidade – graças aos efeitos de luz e sombra.  

Efeitos de luz e sombra são parte fundamental da ambientação do game. Foto: Mojang/Xbox Game Studios

Na parte gráfica de ‘Minecraft Dungeons: Howling Peaks’ , como era desde o começo, o destaque fica por conta dos efeitos de magias e poções. A tela é inundada de efeitos luminosos à medida que o usuário os utiliza. Às vezes é comum se perder em meio a tanta luz. Mas isso deixa tudo mais legal.  

Conclusão 

‘Minecraft Dungeons: Howling Peaks’ é uma grata surpresa e uma expansão bastante interessante de um dos jogos mais divertidos do ano passado. Com a ideia de expandir o mundo criado pela Mojang ao mesmo tempo em que mantém as origens, o pacote é mais do que recomendado para quem jogou o game base e gostou da experiência.  

A DLC, bem como o jogo base, está disponível para PlayStation 4, Xbox One, PC e Nintendo Switch.  

Para realização desta análise, a divisão brasileira do Xbox forneceu uma cópia da expansão.