O primeiro grande smartphone de 2024 já está entre nós: a Samsung aproveitou o primeiro mês do ano para lançar a linha Galaxy S24, com três dispositivos de ponta. Um deles é o S24 Ultra, o mais avançado entre os celulares do portfólio da fabricante coreana. O Olhar Digital testou o dispositivo — confira abaixo o que achamos dele.

O Galaxy S24 Ultra é “ultra” em muitos aspectos. Um display AMOLED de alta qualidade, o mais avançado dos processadores disponíveis para dispositivos Android (Qualcomm Snapdragon 8 Gen 3), suporte a recarga rápida a até 45W com fio, caneta S-Pen para ajudar na navegação pelo dispositivo. Mas a principal novidade para a nova geração de smartphones é outra: ele também conta com diversos recursos de inteligência artificial.

Leia mais:

Design familiar com mais resistência

O corpo do S24 Ultra não é muito diferente dos antecessores — o S22 Ultra e o S23 Ultra. O aparelho tem um design retangular com bordas retas. A tela, quando ligada, ocupa a parte frontal quase inteira, deixando pouco espaço para moldura. Na traseira, o módulo da câmera conta com quatro sensores e um flash LED. Botões na lateral direita controlam volume e ligam ou desligam a tela. O sensor de digitais é acoplado à tela, e basta descansar os dedos cadastrados por alguns segundos para a leitura biométrica ser realizada.

publicidade

Na parte inferior do dispositivo, ao lado da bandeja do chip SIM, do alto-falante e do conector USB-C para recarga, está a caneta S-Pen. Pressione levemente para ela se soltar — você começa a usar instantaneamente. Empurre até o fim para posicioná-la novamente na área dedicada.

Samsung Galaxy S24 Ultra
Samsung Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital

Muita coisa é igual, mas a Samsung também mexeu um pouco no corpo do aparelho: a armação agora tem titânio, o que deve aumentar a resistência do dispositivo a quedas. É algo já encontrado em iPhones, e que agora também faz parte dos dispositivos S24 Ultra. E isso ainda garantiu um dispositivo um pouco mais fino e leve: o S23 Ultra pesava 234g com 8,9 mm de espessura; o S24 Ultra tem 232g com 8,6 mm de espessura.

Desempenho de ponta, como esperado

Não há muitas novidades do ponto de vista de desempenho: o S24 Ultra voa. Os apps abrem imediatamente, mesmo games pesados rodam com a máxima qualidade disponível, e engasgos durante a navegação no dispositivo são coisas que simplesmente não acontecem. O processador Snapdragon 8 Gen 3, o mais avançado da Qualcomm para dispositivos Android, faz um excelente trabalho em manter o desempenho incrível já característica dos modelos S Ultra da Samsung.

Para quem joga no celular, uma observação a ser feita é que o aparelho esquenta um pouco, especialmente em títulos mais pesados. Testei “Honkai: Star Rail”, dos criadores de “Genshin Impact” e conhecido por ser um dos mais exigentes games da atualidade, e, por mais que o desempenho nas configurações máximas fosse excelente (sem engasgos, travadas, quedas de taxa de quadros, nada, rodando lisinho), o aparelho ficava um pouco mais quente. Em sessões mais longas o efeito deve ser mais notado, mas não é nada que prejudique a experiência de jogar no S24 Ultra.

Samsung Galaxy S24 Ultra com a caneta S-Pen
Samsung Galaxy S24 Ultra com a caneta S-Pen. Foto: Daniel Junqueira/Olhar Digital

No fim das contas, o Galaxy S24 Ultra consegue ser mais rápido e potente do que seus antecessores — o que é por si um grande feito, já que S22 e S23 Ultra se destacavam nesse aspecto. É bom ver que a Samsung segue mantendo o que dá certo, e um smartphone com desempenho impressionante é algo que já é característico da linha S Ultra.

A bateria mantém os mesmos 5.000 mAh do modelo anterior, com suporte a recarga de até 45W com fio, ou 15W sem fio. Você terá energia para o dia inteiro, vai chegar em casa e ele ainda não precisará ir para a tomada.

Galaxy AI: como a inteligência artificial atua no S24 Ultra

Se design e desempenho são parecidos com o que era oferecido no S23 Ultra, a integração de recursos de inteligência artificial surge como a principal novidade do S24 Ultra. O ano de 2023 foi o ano da IA: após o lançamento de ferramentas como o ChatGPT, a inteligência artificial passou a dominar o noticiário e imaginário do público. O que esses novos recursos avançados de computação serão capazes de fazer no futuro?

Com o S24 Ultra, a Samsung quer apontar alguns caminhos a serem seguidos. O pacote de recursos que ficou conhecido como Galaxy AI integra essas tecnologias a funcionalidades comuns de smartphones, tentando oferecer um pouco a mais aos usuários do que eles estavam acostumados. Vamos conhecer alguns desses recursos:

  • Circule para Pesquisar: recurso desenvolvido pelo Google e que também será disponibilizado em outros smartphones Android; a funcionalidade permite circular, rabiscar ou desenhar na tela para o aparelho detectar imagens ou texto e iniciar buscas na web;
  • Aplicativo Notes: criação instantânea de resumos e correção de textos;
  • Gravador de Voz: transcrição automática de áudio em texto
  • Teclado: recursos para reescrever mensagens em outros tons
  • Tradução automática: como o nome sugere, o aparelho é capaz de traduzir texto e voz em outros idiomas automaticamente;
  • Galeria: edição automática de imagens, para excluir ou reposicionar objetos em uma foto, por exemplo.

O Circule para Pesquisar é simples e eficiente, funcionando quase como uma expansão do aplicativo Google Lens. Para ativá-lo, depende do modo de uso do Android: em meus testes, mantive o sistema operacional no modo com botões virtuais na tela. Bastou segurar o botão central por alguns segundos para a tela ‘travar’; a partir daí, é só selecionar qualquer texto ou objeto na tela para iniciar uma busca no Google.

Com o Circule para Pesquisar ativo, é só destacar uma imagem ou texto na tela para fazer uma busca. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Com o Circule para Pesquisar ativo, é só destacar uma imagem ou texto na tela para fazer uma busca. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital

É um recurso que se mostrou bastante útil; durante leituras de artigos, por exemplo, essa pesquisa rápida ajuda a procurar por termos desconhecidos, ou então para me aprofundar em assuntos citados de maneira rápida e que me interessaram.

Já nos apps de anotações e gravador de voz a utilidade vai além da curiosidade: é possível, por exemplo, gravar uma aula inteira, ou uma apresentação do trabalho, e pedir para a inteligência artificial incorporada ao S24 Ultra transcrever o áudio, e, pelo aplicativo de anotações, solicitar um resumo em tópicos do que foi apresentado. Novamente, é um recurso simples de ser usado e bastante potente – o resultado final é bastante satisfatório.

Câmeras: poucas mudanças, mais inteligência artificial

As câmeras do S24 Ultra são praticamente idênticas às do S23 Ultra, com uma alteração: um dos sensores telefoto saltou de 10 MP para 50 MP. Além dele, a Samsung manteve um principal de 200 MP, o outro telefoto de 10 MP e um ultrawide de 12 MP. A alteração em uma das câmeras visa melhorar a qualidade do zoom — a nova lente é especializada em zoom 5x.

No geral, os resultados obtidos nos testes do S23 Ultra são parecidos com os do S24 Ultra, que tem uma das melhores câmeras da atualidade. Mas o que a Samsung está apostando alto nas câmeras do novo smartphone está na integração com recursos de inteligência artificial — e é nisso que vamos focar nos próximos parágrafos.

Foto noturna capturada com o Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto noturna capturada com o Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera traseira do Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera traseira do Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera traseira do Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera traseira do Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera frontal e o modo Retrato ativo. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera frontal e o modo Retrato ativo. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera frontal no modo normal. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com a câmera frontal no modo normal. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital

Para a gravação de vídeos, a Samsung adicionou um modo de preview de câmera lenta. Funciona assim: a partir de qualquer vídeo gravado com o smartphone, ao acessar o aplicativo de galeria de imagens, o usuário pode pressionar o dedo sobre o vídeo para ele ser exibido em câmera lenta. A IA preenche os quadros extras para criar o efeito com bastante competência: comparei um vídeo em slow-motion via IA e um gravado com o recurso do aplicativo de câmera, e o resultado é quase o mesmo.

Mas, para imagens, a principal novidade está em recursos que auxiliam a edição das fotografias capturadas com a câmera do S24 Ultra. Dentro do app de Galeria da Samsung, o usuário encontra opções de edição, incluindo um botão para ativar a IA como auxílio.

E o que essa IA faz? Ela é capaz, por exemplo, de remover ou reposicionar objetos em uma fotografia. Abaixo está uma foto com alguns animais; abaixo, você pode perceber que alguns deles foram reposicionados com o recurso.

Foto capturada com o Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Foto capturada com o Galaxy S24 Ultra. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Imagem alterada com auxílio de inteligência artificial. No canto inferior esquerdo, quase imperceptível, está uma marca d'água mostrando que a foto foi gerada via IA. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital
Imagem alterada com auxílio de inteligência artificial. No canto inferior esquerdo, quase imperceptível, está uma marca d’água mostrando que a foto foi gerada via IA. Imagem: Daniel Junqueira/Olhar Digital

Fazer isso foi simples: pressionei a área da foto com os animais, eles se destacaram como se fossem figurinhas, e eu reposicionei. A IA preencheu os espaços que eles ocupavam, e, mesmo que seja possível perceber que em algumas áreas houve trabalho da IA, o resultado é bastante satisfatório. Para finalizar, o aplicativo adiciona uma marca d’água com um ícone informando que se trata de trabalho de inteligência artificial.

Recursos de IA ainda auxiliam a mexer em cores, nitidez e outros recursos para garantir que suas fotos fiquem ainda melhores. O uso é simples — o que é o mais importante — e os resultados muito bons.

Conclusão

Um dos melhores smartphones Android do mercado foi sucedido por outro que ocupa o mesmo posto: vai ser difícil encontrar ao longo de 2024 um celular melhor do que o S24 Ultra. Os recursos de IA, bastante promovidos pela Samsung, talvez não alterem radicalmente a forma como usamos nossos dispositivos. Mas dão um bom indício do tipo de funcionalidade que teremos nos próximos anos, e como elas podem nos ajudar, seja para trabalho e estudo (com resumos no app Notes, por exemplo), ou para melhorarmos as imagens que enviamos para redes sociais (como as edições da Galeria).

Disponibilidade e preço

O S24 Ultra com 256 GB de armazenamento chegou ao Brasil custando R$ 9.999, enquanto as versões com 512 GB e 1 TB de armazenamento serão vendidas por R$ 10.999 e R$ 12.999, respectivamente.