EnglishPortugueseSpanish

Rumores recentes indicam que os novos MacBooks Pro chegam ao mercado este ano. Junto com eles, espera-se que a Apple traga de volta os conectores MagSafe – um plugue de alimentação magnético usado nos dispositivos desde 2006.  

Sua eliminação foi feita a partir do MacBook de 12 polegadas, lançado em 2015. Foi neste momento que o conector proprietário foi substituído por uma conexão USB-C. No entanto, o retorno do MagSafe pode não ser necessariamente uma boa ideia.  

publicidade

Desde que foi lançado, o carregador tinha um esquema de segurança que se soltava do dispositivo sempre que alguém tropeçava nele. Isso provavelmente manteve diversos MacBooks longe de quedas e possíveis danos.  

No enquanto, quando algum conector do tipo quebrava, os usuários deveriam procurar substituições por modelos originais – que eram caros – ou réplicas que poderiam não ser muito confiáveis.  

Com a chegada do USB-C, apesar de não contar com a desconexão do fio de alimentação caso um acidente ocorra, os usuários têm a vantagem de poder utilizar cabos outros notebooks – como Lenovo ThinkPad, Asus ZenBook e Dell XPS 13. 

Além disso, há outros aparelhos com essa conexão, como consoles Nintendo Switch e até o Oculus Quest. Por isso, cabos de conexão podem não faltar – e podem estar disponíveis em qualquer lugar da casa.  

publicidade

Se a Apple encontrar uma maneira de trazer o MagSafe de volta mantendo o USB-C, os usuários terão à disposição uma gama de opções. Caso um seja substituído pelo outro, os utilizadores serão obrigados a se adequar ao novo padrão – mesmo contra a vontade.  

MagSafe no iPhone  

Em outubro do ano passado, junto com o anúncio do iPhone 12, a Apple também anunciou o retorno do MagSafe.

A tecnologia foi introduzida no iPhone como mecanismo para recarga por indução magnética Qi, permitindo que o carregador seja perfeitamente encaixado à bobina, tornando a recarga mais eficiente e rápida, evitando o desperdício de energia. No entanto, a Apple destaca que o MagSafe deve ter uma gama de usos diferentes. 

Na ocasião, a empresa apresentou uma leva de acessórios que fazem uso dessa nova ferramenta, mas que também abriu a possibilidade para que desenvolvedores inventassem novas formas de aproveitar a tecnologia.  

Até então, a empresa disponibilizou carregadores padrão, que são conectados à traseira dos iPhones; capinhas, que são compatíveis com a tecnologia de carregamento por indução do MagSafe; e uma carteira de couro que, usando um sistema “blindado”, protege cartões e permite a conexão com o carregador sem fio. 

Via: Cnet