O Google anunciou o investimento de cerca de US$ 150 milhões em práticas de educação e distribuição de vacinas contra a Covid-19. Segundo post no blog oficial da empresa e assinado pelo CEO Sundar Pichai, a iniciativa disponibilizará parte de suas estruturas – como estacionamentos e prédios desocupados – para autoridades de saúde usarem como clínicas de vacinação.

“Os nossos esforços serão majoritariamente focados no acesso justo às vacinas”, disse Pichai no texto publicado. “Estudos primários [conduzidos] nos EUA mostram que populações desproporcionalmente afetadas, especialmente pessoas de cor e residentes de áreas rurais, não estão tendo acesso à vacina na mesma velocidade que outros grupos”.

publicidade
Sundar Pichai, CEO do Google
O CEO do Google, Sundar Pichai, prometeu investimento na oferta da vacina contra a Covid-19. Imagem: Jens Gyarmaty/Redux

Para tanto, Pichai explicou que US$ 100 milhões seriam destinados a bolsas e benefícios oferecidos a autoridades de saúde, como a Fundação CDC (sigla em inglês para “Centro de Controle de Doenças”) e a Organização Mundial da Saúde (OMS). Os outros US$ 50 milhões seriam destinados a agências locais de saúde pública, para que possam distribuir material informativo sobre a chegada das vacinas a comunidades carentes.

O Google já disponibilizou cerca de US$ 5 milhões à Escola Morehouse de Medicina do Instituto Satcher de Liderança em Saúde, com foco em pesquisas de disparidade racial e geográfica do acesso à vacina.

google vacinas
Busca do Google será atualizada para refletir informações de disponibilização da vacina contra a Covid-19 nos EUA. Imagem: Google/Divulgação

Informações sobre a Covid-19 nas buscas

No que tange aos seus serviços digitais, o Google também vai expandir painéis informativos sobre a Covid-19 em seu mecanismo de busca, o Google Search. Logo menos, os resultados passarão a informar dados municipais e estatais de oferta da vacina, para que internautas saibam quando estarão elegíveis para receber o imunizante.

“Pesquisas por ‘vacinas perto de mim’ aumentaram cinco vezes desde o começo do ano e nós queremos nos certificar de oferecermos respostas locais relevantes”, disse Pichai. “Nas próximas semanas, locais de vacinação contra a Covid-19 estarão disponíveis via Google Search e Google Maps. Vamos incluir detalhes como se é necessário marcar hora para atendimento, ou se um encaminhamento clínico é necessário, se o acesso é limitado a grupos específicos ou se tem um drive-thru”.

Por ora, essa medida vale apenas para os Estados Unidos. Ainda não há informações de que o Google esteja preparando algo similar em outros mercados, como o Brasil.

Fonte: Google