EnglishPortugueseSpanish

O CEO do Twitter, Jack Dorsey, deseja construir uma loja de aplicativos para algoritmos de redes sociais, o que promete aos usuários a possibilidade de escolher seus algoritmos de recomendação favoritos, ao invés de depender da empresa para definir isso. 

Dorsey comentou sobre sua visão de uma rede social descentralizada em uma reunião com investidores. Segundo ele, seria atrativo para o Twitter criar uma rede que está além do controle dele mesmo ou de qualquer outra empresa, com um modelo capaz de proporcionar “um corpus muito maior de conversas”, o que poderá trazer conteúdo muito mais relevante aos usuários. 

publicidade

“Você pode imaginar uma visão semelhante à de uma loja de aplicativos de algoritmos de classificação que dão às pessoas a flexibilidade máxima em termos de quais postagens são colocadas na frente delas”, disse Dorsey aos investidores. 

Para o executivo, este novo modelo faria com que o Twitter pudesse criar diferentes algoritmos de classificação, dando as pessoas uma liberdade de escolha. “Isso é algo que não apenas podemos hospedar, mas podemos participar”, disse, complementando que a descentralização “não só ajudaria os negócios, mas levaria mais pessoas a participarem das mídias sociais em primeiro lugar”. 

Descentralização pode ajudar a “driblar” seção 230

Para Jack Dorsey, a descentralização dos algoritmos pode ajudar a “driblar” alguns pontos da Seção 230, lei americana que dá às plataformas proteção contra conteúdo criado por usuários. Segundo ele, uma rede descentralizada pode oferecer ao Twitter um mecanismo para evitar problemas se legislações mais rígidas forem aprovadas. 

Há cerca de um ano, o Twitter já trabalhar no projeto de uma rede social descentralizada, em um projeto piloto que foi apelidado de “Bluesky”, que, atualmente, está em fase de pesquisa. 

publicidade

Redes sociais descentralizadas não são exatamente uma novidade, porém, nenhuma ainda alcançou sucesso comercial, como foi o caso do Mastodon. 

Via: The Verge 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!