EnglishPortugueseSpanish

A Volvo lançou nesta terça-feira (2) o segundo carro totalmente elétrico da companhia. O modelo C40 Recharge chega depois do XC40 e é uma SUV com um design mais esportivo e linhas mais suaves. O carro não terá versão movida à combustão, pois o objetivo da montadora é ter apenas veículos elétricos até 2030.

“O C40 Recharge representa o futuro da Volvo e mostra onde nós estamos indo. Ele é totalmente elétrico, vendido online e rapidamente entregue”, disse Henrik Green, diretor de tecnologia.

publicidade
Volvo C40 Recharge. Imagem: Volvo/Divulgação
Volvo C40 Recharge. Imagem: Volvo/Divulgação

O novo carro conta com dois motores elétricos, alimentados por uma bateria de 78kWh. Totalmente carregado, o C40 roda até 420 quilômetros. O veículo vai de 0km/h a 100km/h em 4,9 segundos.

Em estações de carregamento rápido, a bateria chega a 80% de sua capacidade em apenas 40 minutos. Já em fontes menores, de 11kWh, são oito horas até o mesmo volume de carga. O tempo pode variar de acordo com temperatura da bateria, do local, equipamento, condições da bateria ou do carro.

Além desses pontos, é mais um automóvel da companhia com base CMA, uma plataforma veicular de porte médio, desenvolvido pela Volvo junto a Geely. Por dentro, o carro conta com bancos altos e não tem elementos em couro.

O Volvo C40 Recharge tem um sistema operacional baseado no Android e não possui couro no estofamento. Imagem: Volvo/Divulgação
O Volvo C40 Recharge tem um sistema operacional baseado no Android e não possui couro no estofamento. Imagem: Volvo/Divulgação

O C40, assim como o XC40 Recharge, possui sistema operacional baseado no Android, desenvolvido junto com o Google. Assistente, Google Maps e Play Store são alguns dos aplicativos disponíveis para interação, podendo variar de acordo com o mercado e com possibilidade de atualização.

A data para início de comercialização ainda não foi divulgada, mas a montadora afirma que a produção começará no próximo outono do hemisfério norte, a primavera no hemisfério sul, na fábrica em Gante, Bélgica. Até 2025, a empresa espera que carros elétricos representem 50% das vendas globais.