O CEO da Tesla Elon Musk usou sua conta oficial no Twitter para dizer que a marca está expandindo os testes do seu software para carros autônomos. Atualizado, o programa deve chegar em até dez vezes mais veículos da montadora. Como a demanda, de um dia para o outro, foi alta, ele pediu até 10 dias para que o Full Self-Driving (FSD) Beta seja adicionado.

Na última sexta-feira (5), Musk disse que quem quisesse baixar o FSD informasse à marca. No dia seguinte, ele avisou que foram muitos pedidos, o que podia fazer com que demorasse um pouco mais, mas que o botão de download apareceria no display. “A disponibilidade varia por região, por regulamentações e/ou desenvolvimento e testes da Tesla”, emendou.

publicidade
A Tesla usa o software FSD Beta nos veículos autônomos. da Tesla
A Tesla usa o software FSD Beta nos veículos autônomos. Imagem: YouTube/Reprodução

O CEO da companhia aproveitou para acrescentar que o programa tem “beta” no nome justamente para diminuir a complacência e deixar as expectativas em níveis mais “apropriados”. “Todos os softwares são primeiro testados internamente pelos times de simulação e controle de qualidade da Tesla“, completou Musk.

Apesar da atualização do programa, é indicado que os motoristas mantenham as mãos no volante, preparados para assumir o controle caso algo aconteça. O programa para os carros autônomos começou a ser disponibilizado em outubro do ano passado. Até o final do mês de janeiro deste ano, cerca de mil motoristas de veículos da Tesla haviam ativado a função FSD Beta.

Os modelos da montadora que têm capacidade de ter o piloto automático são o S, o X e o 3. Além de dirigirem, os veículos também podem se estacionar sozinhos. Elon Musk afirmou, na última quarta-feira (3), que a versão Beta será ofertada em maior número quando a versão 9 estiver pronta, em abril.

No começo deste mês, um vídeo mostrou um dos carros autônomos evitando um acidente. O motorista capturou o momento e publicou as imagens nas redes sociais.

Via: The Verge