Um internauta descobriu um bug em ‘The Legend of Zelda: Breath of the Wild’ que faz o jogo mudar para a visão em primeira pessoa. O interessante é que, mesmo vindo de uma falha de programação, o bug em questão não se resume a apenas fazer Link, seu personagem no título, desaparecer, mas sim uma forma mais crua de uma visão diferente – a perspectiva em primeira pessoa é exibida com base na sombra do personagem em relação ao ponto de vista do jogador.

O usuário “Axk_000” postou o material no Twitter após descobri-lo, detalhando em respostas subsequentes como ele tirou proveito do bug: você deve acionar a câmera em ‘Breath of the Wild’ ao mesmo tempo em que segura um item no menu. Depois, é só cancelar a seleção deste item e pronto – sua “visão de mundo” agora é feita aos olhos de Link.

publicidade

Leia mais

Bugs novos para jogos lançados há tempos não são exatamente uma novidade neste mercado e com ‘The Legend of Zelda: Breath of the Wild’ não seria diferente. Entretanto, a visão em primeira pessoa recentemente descoberta no jogo não traz benefício algum ao usuário – alguns, na verdade, argumentam que ela pode até prejudicar seu desempenho, já que você perde a percepção periférica tão necessária para o combate no título do WiiU e Nintendo Switch.

De qualquer forma, ainda que pelo senso estético da partida, usar o modo de primeira pessoa pode trazer uma nova forma de se divertir com o jogo, que está em vias de ganhar uma continuação: durante a edição de 2019 da E3, a Nintendo anunciou ‘Breath of the Wild 2’, mas no melhor jeito “Nintendo” de ser, absolutamente nada foi falado depois disso, então não se sabe quando o jogo chegará.

Isso não significa, porém, que os fãs do Switch ficarão sem sua dose de “Zeldinha” este ano: uma versão remasterizada de ‘The Legend of Zelda: Skyward Sword’ foi recentemente anunciada pela Nintendo, com lançamento previsto para julho de 2021.

A Nintendo não comentou publicamente sobre o bug, mas a expectativa é a de que ela não deve demorar para lançar um patch de correção que elimine a brincadeira.

Fonte: Twitter