Em processo de recuperação judicial, a Oi anunciou ao mercado nesta segunda-feira (15) que concluiu a venda da UPI Data Center – sua unidade de data centers – à Titan Venture Capital e Investimentos por R$ 325 milhões. 

Do total, a operadora de telefonia recebeu R$ 250 milhões à vista, conforme os termos do contrato, enquanto outros R$ 75 milhões serão pagos em parcelas. A transação foi anunciada em dezembro de 2020, mas fechada só agora.

publicidade

O negócio resultou na transferência de cinco unidades de data center que eram da Oi, localizadas em Curitiba, São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília (duas instalações). 

Oi operadora
Endividada, Oi conclui mais uma etapa de seu plano de recuperação judicial. Foto: Divulgação

Segundo reforçou a empresa no documento, “a conclusão da Operação representa a implementação de mais uma etapa do Plano de Recuperação Judicial e do Plano Estratégico de Transformação da Oi, visando assegurar à Companhia maior flexibilidade e eficiência financeiras e sustentabilidade de longo prazo”.

Venda de ativos da Oi

Endividada, a Oi previa realizar a divisão de seu negócio em quatro Unidades Produtivas Isoladas, as chamadas UPIs, que reúnem ativos específicos. O plano da empresa é vender pelo menos três dessas unidades: Ativos Móveis, Torres, Data Center e InfraCo. Somente a última não será comercializada e a de Data Center teve a venda concluída.

A mais valiosa delas é a UPI Ativos Móveis, que reúne ativos e passivos dos negócios de comunicação móvel da operadora. A intenção da companhia é negociar a divisão por R$ 16,5 bilhões entre diferentes operadoras. 

Leia mais:

O contrato de compra e venda de ações da Oi Móvel para a TIM, Claro e Vivo foi assinado também em dezembro passado e ainda depende da aprovação da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) e do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

Já a UPI Torres, que está relacionada às torres de transmissão e radiofrequência, vale atualmente R$ 1 bilhão.

Via: Exame / Convergência Digital