Tinder, OkCupid e outros aplicativos pertencentes ao Match Group receberão um novo recurso que permitirá aos usuários verificar os antecedentes criminais de outros clientes antes de um encontro. Em um primeiro momento, a funcionalidade será disponibilizada apenas para os Estados Unidos. 

Para isso, o Match Group fechou uma parceria com o Garbo, uma organização americana sem fins lucrativos que está desenvolvendo um sistema que permirá a realização de checagem de antecedentes apenas com o nome e o telefone de uma pessoa. 

publicidade

Leia também: 

A intenção da empresa é aumentar a segurança dos clientes, permitindo a eles saber se há um histórico de atos de violência, roubos, relatórios de violência ou abuso, ordens de restrição, assédio, crimes violentos e até mesmo detenções, prisões e condenações. 

Porém, os crimes relacionados a uso, porte ou venda de drogas não aparecerão nas consultas por conta de uma diretriz do Garbo que visa ter uma “postura ativa em relação à equidade”. Segundo eles, pessoas negras possuem mais acusações do que brancos quando se trata de entorpecentes. 

Recurso será pago

tinder bumble
Recurso não será gratuito, mas deverá ter preço acessível. Imagem: Tinder/Bumble/Divulgação

A adição do recurso é uma solução interessante para diminuir o número de golpes que são aplicados pelo Tinder e outros aplicativos do grupo, porém, ele não será gratuito. O Match Group ainda não informou qual será o valor cobrado ou se o recurso estará disponível para assinantes premium. 

Entretanto, o grupo informa que está trabalhando em conjunto com o Garbo para que o preço seja acessível para a maior parte dos usuários. Os testes serão iniciados já nos próximos meses para os aplicativos Tinder, OkCupid, Hinge e Match, que são os mais populares da empresa. 

Com informações do The Verge 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!