Um veículo Tesla operado pelo piloto automático bateu em um carro de polícia na madrugada desta quarta-feira (17). O acidente aconteceu na rodovia I-96, no condado de Eaton, a 160 quilômetros de Detroit, no estado americano do Michigan. Ninguém ficou ferido.

A polícia estadual publicou fotos do acidente em sua conta oficial no Twitter. Os policiais estavam no local investigando um acidente envolvendo outro veículo e um cervo no local. Eles deixaram os faróis do carro, um Dodge Charger sedã, ligado enquanto trabalhava, às 1h12 da manhã.

Viatura azul da polícia de Michigan após a batida com um Tesla, em uma rodovia no estado.
O carro da polícia estava com o alerta ligado e estacionado, parcialmente em cima da pista da direita. Imagem: MSP First District/Divulgação

A viatura estava estacionada, com parte em cima da pista da direita e com o alerta também ligado, de acordo com a emissora norte-americana CNBC. O motorista do Tesla, um homem de 22 anos, de Lansing, cidade no condado onde aconteceu o acidente, não teve a identidade revelada. Ele foi notificado por não desviar e por dirigir com a habilitação suspensa.

LEIA MAIS:

O piloto automático usado pelo carro envolvido no acidente é o sistema já usado há alguns anos pela Tesla. A companhia agora testa o FSD (Full Self-Driving) em diversos veículos da montadora, mas alerta que os motoristas precisam manter a atenção, prontos para assumir o controle a qualquer momento.

Acidente da semana passada não teve piloto automático

Um acidente grave envolvendo um Tesla Model Y na última quinta-feira (11), em Detroit, também no estado do Michigan, levantou suspeitas de que o carro estava sendo conduzido pelo piloto automático. Mas, nesta quarta-feira (17), o chefe assistente da Polícia de Detroit David LeValley afirmou que “tudo indica” que o veículo não estava no modo autônomo.

Nesta colisão, o carro avançou um sinal vermelho em um cruzamento e bateu em um caminhão, ficando preso em baixo do baú. Duas pessoas estavam no carro, um homem e uma mulher. A passageira ainda está internada, mas o motorista já deixou o hospital. Ele foi denunciado por direção imprudente.

As investigações ainda estão em curso, mas o depoimento do motorista e vídeos do momento mostrando “manobras evasivas sendo conduzidas antes do acidente” deram os indicativos para LeValley. Junto à Administração Nacional de Segurança de Tráfego Rodoviário (NHTSA), a Polícia de Dtroit ainda vai examinar os dados do carro.

Via: CNBC / Reuters