A pandemia do novo coronavírus afetou a economia mundial e isso não é novidade para ninguém, mas existem setores que foram ainda mais impactados pela crise sanitária. Entre eles é possível citar o de turismo e eventos, nos quais a procura caiu devido as medidas de segurança definidas pelos países, muitas de acordo com o que orienta a OMS (Organização Mundial da Saúde).

Pensando em reaquecer a área, nações do mundo todo anunciaram uma série de medidas que facilitará a entrada de turistas, porém existe uma exceção muito importante: essas decisões são válidas para viajantes estrangeiros que puderem comprovar que foram completamente vacinados contra a Covid-19.

publicidade
Cidade de Oia, Ilha de Santorini, Grécia.
A Grécia facilitará a entrada de turistas vacinados. Imagem: Shutterstock

De acordo com as primeiras informações, os turistas que se encaixarem neste perfil terão a vida facilitada quando estiverem prestes a entrar em algum dos países da lista. Em alguns, eles não terão que enfrentar quarentena obrigatória quando cruzarem a fronteira e também não precisarão entregar teste negativo do novo vírus.

A lista engloba os seguintes países:

  • Belize
  • Chipre
  • Estônia
  • Geórgia
  • Grécia
  • Islândia
  • Polônia
  • Romênia
  • Seychelles

O último, diferente dos demais exigirá teste PCR negativo que tenha sido realizado em até 72 horas antes do desembarque. Já nos demais, alguns exigem a comprovação da vacinação e informam que apenas viajantes com passaportes autorizados a entrar nos países durante a pandemia poderão desembarcar sem preocupações.

Veja mais!

Alan Guizi, professor do curso de Turismo da Universidade Anhembi Morumbi, disse ao UOL que acredita que a abertura das fronteiras desses países pode ser algo benéfico, mas salienta que é importante ter a ciência que a pandemia possui altos e baixos.

Guizi relata ainda que acredita que a abertura de muitas fronteiras deve acontecer em âmbito regional. “Para nós, brasileiros, eu continuo apostando no turismo doméstico para o reaquecimento do mercado nacional, mas, igualmente, ressaltando que sejam tomadas medidas de cuidado”, completa.  

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!