O ano passado foi conturbado para as empresas de tecnologia e o mercado de forma geral. No entanto, na contramão do cenário negativo causado pelos impactos da pandemia, a MediaTek, responsável por desenvolver semicondultores e processadores para equipamentos eletrônicos, teve um ano histórico. Os dados da companhia de pesquisas Omdia indicam que a empresa taiwanesa alcançou o posto de líder em vendas de chipsets para celulares, ultrapassando a Qualcomm.

Segundo o relatório, a MediaTek forneceu ao mercado 351,8 milhões de chipsets para smartphones ao longo de 2020, o que representa um aumento de 113,8 milhões de unidades em relação a 2019. Agora, a companhia detém uma participação global de 27,2% no segmento, um aumento de 10% em comparação com 2019.

publicidade

A notícia não surpreende, já que outra pesquisa divulgada em dezembro do ano passado apontava que a MediaTek havia ultrapassado a Qualcomm, sua maior concorrente, em número de vendas. O estudo recente também revela que o crescimento se deve à forte presença da companhia no segmento de smartphones de entrada e intermediários de baixo custo. 

Leia mais:

Xiaomi ajudou no crescimento da MediaTek

Chip 5G da MediaTek
SoC Dimensity 1000, chip da MediaTek para celulares Android compatível com redes 5G. Imagem: AvishekS/Shutterstock

A popularidade de marcas como a Xiaomi também foi relevante para impulsionar o ano fiscal positivo da MediaTek. A fabricante chinesa foi sua maior cliente no ano passado, entregando ao varejo mais que o dobro de celulares Android com seus chips de processamento se comparado a 2019.

a Oppo foi a segunda maior parceira da desenvolvedora de chips em 2020, despachando 55,3 milhões de dispositivos com chipsets MediaTek em comparação com os 46,3 milhões de 2019. Quem também acompanhou essa tendência foi a sul-coreana Samsung, que viu sua demanda por smartphones intermediários com SoC MediaTek crescer mais de 250% em 2020, em comparação com 2019.

Via: Android Authority