EnglishPortugueseSpanish

isolamento social não é algo fácil e mexe com a cabeça das pessoas. Pesquisas conduzidas em países que adotaram o lockdown apontaram que ficar fechado e sozinho, ou, quando muito, acompanhado por poucas pessoas, prejudica a capacidade das pessoas de socializar. 

É como se o cérebro acumulasse uma determinada quantidade de poeira e fosse necessário retirá-la quando retomamos o contato com outras pessoas, como parentes, amigos e colegas de trabalho. No entanto, existe uma boa notícia em relação a isso, a quantidade nossa capacidade mental retorna mais rápido do que se imaginava. 

publicidade

No verão do Reino Unido de 2020, o Reino Unido passou pela transição de um estado de isolamento total para um ambiente aberto com restrições. Neste período, um grupo de cientistas descobriu que as pessoas se recuperavam rápido de problemas cognitivos gerados pela quarentena já nas primeiras oportunidades de socializar novamente. 

Leia também: 

Para chegarem a esses resultados, os pesquisadores fizeram várias entrevistas com centenas de pessoas entre os meses de maio e julho do ano passado, período de maior abertura do país após o início da pandemia. Segundo os especialistas, este era o momento perfeito para que eles pudessem observar os benefícios da socialização e como ela pode mudar o que as pessoas sentem e pensam. 

Mau humor de quem acaba de acordar

Após os breves períodos de reabertura, as capacidades de socialização retornaram rapidamente. Rovena Rosa/Agência Brasil

Assim como dificilmente uma pessoa acorda bem humorada, nas primeiras conversas a maioria dos entrevistados apresentava um péssimo humor. Gradativamente, isso foi melhorando e, quanto mais as pessoas socializavam com outras, mais elas melhoravam seu senso de humor e mostravam evolução na recuperação de suas capacidades cognitivas. 

Indicadores como atenção, capacidade de aprendizagem e memória de trabalho foram afetadas pelo isolamento, contudo, acabaram por ser recuperadas rapidamente à medida que as restrições de bloqueio diminuíram. 

Com a alternância entre períodos de fechamento e reabertura acontecendo até que a cobertura vacinal seja plena ou perto disso, é importante saber que os danos causados pelo isolamento na mente humana não são permanentes e se revertem após pouco tempo de retorno à rotina. 

Com informações do BroadbandTV News 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!