A Dell anunciou na quarta-feira (14) que decidiu fazer a cisão (spin-off) de sua participação de 81% na VMware, avaliada em US$ 52 bilhões. A fabricante de PCs deve receber US$ 9,7 bilhões em dividendos especiais pela cisão, montante que será usado para reduzir dívidas.

A VMware pagará ainda entre US$ 11,5 bilhões e US$ 12 bilhões para os acionistas da empresa, segundo reportou o The Wall Street Journal. A transação deve ser concluída no quarto trimestre.

publicidade

Leia mais:

Para a empresa fundada por Michael Dell, a cisão é um modo de se fortalecer financeiramente, enquanto vislumbra novos mercados e trabalha para atingir clientes modificando as estratégias digitais.

VMware fornece software e serviços para computação em nuvem. Imagem: Pavel Kapysh/Shutterstock

Já para a VMware, o acordo lhe dará maior liberdade para executar sua estratégia, uma estrutura de capital e modelo de governança simplificados e flexibilidade adicional estratégica, operacional e financeira. Ao mesmo tempo, mantém a força da parceria estratégica das duas empresas.

Reestruturação financeira

Esse é mais um acordo que a Dell faz pela sua reestruturação financeira – atualmente a empresa possui uma dívida de US$ 33,4 bilhões. Em 2016, quando a fabricante de computadores comprou a EMC, em uma fusão de US$ 67 bilhões, também se sobrecarregou em dívidas.

“Ao desmembrar a VMware, esperamos gerar oportunidades de crescimento adicionais para as tecnologias Dell, bem como para a VMware, e desbloquear um valor significativo para as partes interessadas”, disse Michael Dell, que continuará como presidente do Conselho da VMware.

Por meio de seu contrato comercial, a VMware e a Dell Technologies continuarão a colaborar e projetar soluções que fornecem valor estratégico aos clientes.

Via: The Wall Street Journal