EnglishPortugueseSpanish

Um sistema de drones está sendo usado para distribuir a vacina contra Covid-19 por todo o continente africano. O Zipline foi capaz de criar “rodovias pelo céu” para levar suprimentos médicos a lugares remotos.

De acordo com os diretores do projeto, muitas estradas e rodovias que ligam países da África são de difícil acesso, o que torna o transporte por elas lento e perigoso. Os drones conseguem fazer o trajeto de forma mais rápida e, mesmo com uma capacidade de carga menor, podem fazer várias viagens aéreas antes que uma rota terrestre seja concluída.

publicidade

Drones na entrega de vacinas

“Na África, em particular, eu acho que já existem desafios óbvios em chegar em um local diferente o mais rápido possível, em distribuir suprimentos médicos e produtos para várias partes diferentes do continente. Com a pandemia da Covid-19 isso ficou especialmente mais assustador. Nós não temos doses para todos, então precisamos garantir que a pessoa cerca vai receber a vacina na hora certa e os drones ajudam com isso”, disse Israel Bimpe, diretor do Zipline.

Bimpe Ainda explicou que em Gana, por exemplo, mais de 11 mil doses da vacina da AstraZeneca foram distribuídas pelo sistema de transporte aéreo com drones. A expetativa é que o programa leve mais de 2,5 milhões de doses de vacina pela África até o fim do ano.

Leia também: 

No total, a empresa diz que já percorreu mais de 6 milhões de quilômetros e realizou mais de 400 mil entregas de produtos de saúde durante os últimos cinco anos. Para funcionar, os drones possuem um GPS e uma potente bateria que os permite voar até 160 quilômetros sem precisar recarregar.

Via Mashable

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!