EnglishPortugueseSpanish

Uma vistoria realizada no Hospital Regional Abelardo Santos, a 20 quilômetros de Belém-PA, descobriu 19 respiradores que eram mantidos escondidos em sem uso em uma sala da unidade de saúde. Funcionários do local contaram que os equipamentos estavam atrás de uma parede falsa. 

A descoberta ocorreu por conta de um processo de troca de gestão da entidade, que não será mais administrada pela Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu. Os respiradores foram encontrados no último dia 22 de março, mas o caso só veio à público no último sábado após uma reportagem da CNN Brasil

publicidade

A instituição tem atendido apenas pacientes com Covid-19 até o último dia 15 e era considerada rede referência no tratamento da doença. A informação foi confirmada pelo governo do Pará, que negou a existência de uma parede falsa e prometeu a instalação de uma comissão interna para apurar a razão de não terem usado os aparelhos

A Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará disse que já colocou os respiradores em uso após a realização de uma análise técnica. Segundo a pasta, o não uso dos 19 respiradores não afetou o atendimento aos pacientes e o tratamento de ninguém foi prejudicado. 

Investigação

MP chegou a pedir o afastamento do governador Hélder Barbalho. Crédito: Wikimedia Commons

O Ministério Público do Pará denunciou o governador do estado, Hélder Barbalho (MDB), integrantes da Casa Civil e da secretária da Saúde. No último dia 12, a juíza Marisa Belini de Oliveira, da 3ª Vara da Fazenda de Belém proferiu decisão favorável ao MP e determinou o bloqueio de R$ 2,18 milhões em dinheiro e imóveis de 11 réus. 

A ação investiga a suspeita de desvio de recurso público no enfrentamento à pandemia da Covid-19 no estado. O MP chegou a pedir o afastamento de Barbalho do cargo, mas o pedido não foi deferido pela magistrada. 

Leia também: 

O governo do Pará declarou que a Santa Casa de Misericórdia de Pacaembu devolveu todos os recursos aos cofres do estado e será processada por danos morais coletivos. Além disso, a Defesa de Hélder Barbalho recorreu ao Tribunal de Justiça do estado contra a o bloqueio dos bens. 

Com informações da CNN Brasil 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!