EnglishPortugueseSpanish

Conforme os rumores divulgados em janeiro, a Apple revelou nesta terça-feira (20) o seu próprio serviço premium de assinatura de podcasts. A empresa de Cupertino vai oferecer aos assinantes o conteúdo de seus principais criadores e milhões de programas gratuitos.

A novidade, que estreia em maio, será oferecida em mais de 170 países. Os interessados terão acesso a uma variedade de benefícios, como audição sem anúncios e acesso a conteúdo adicional e antecipado. Os ouvintes poderão descobrir novos podcasts através de canais gratuitos, pagos ou ‘freemium’, que incluem programas gratuitos com benefícios adicionais.

publicidade

Eddy Cue, vice-presidente sênior de Software e Serviços de Internet da Apple, disse durante a conferência Spring Loaded que a companhia foi a principal responsável por levar os podcasts ao mainstream, oferecendo “uma plataforma aberta para informar, entreter e inspirar milhões de ouvintes”. “Mal podemos esperar para saber o que farão com ela”, finalizou Cue.

Nova versão do aplicativo Podcasts

Os ouvintes vão acessar a plataforma em uma versão repaginada do aplicativo Podcasts, que agora possui uma guia de pesquisa aprimorada que fornece acesso rápido às principais categorias de conteúdo, além de apresentar novas páginas para cada episódio ouvido.

Serviço de assinatura Apple Podcasts chega ao mercado em maio recheado de novidades. Imagem: Apple/Divulgação

Já o novo botão Smart Play vai iniciar automaticamente novos episódios de programas. Os assinantes também poderão optar por salvar episódios individuais para ouvir mais tarde.

Para os criadores, o site Apple Podcasts Connect vai contar com novos recursos de gerenciamento de programas e métricas de desempenho para “aprender” como os ouvintes estão se envolvendo com o conteúdo. Ainda no Podcasts Connect, os produtores de conteúdo podem se inscrever no ‘Programa de Podcasters da Apple’ por US$ 19,99 (cerca de R$ 112) ao ano, recurso que fornece acesso às ferramentas necessárias para distribuir assinaturas pagas na plataforma.

Leia mais:

Preços e disponibilidade

Os requisitos de software necessários para conseguir rodar o serviço serão compartilhados pela empresa nas próximas semanas. O preço de cada assinatura, cobrado mensalmente por padrão, é algo que será definido pelos próprios criadores em seus canais, e não pela Apple.

Segundo a companhia, os ouvintes poderão acessar testes gratuitos e episódios de amostra, e até seis membros da mesma família poderão compartilhar uma assinatura.

Por fim, a empresa de Tim Cook ressalta que o Apple Podcasts apresenta ao público mais de 2 milhões de programas gratuitos e está disponível para todo o portfólio de produtos da Maçã, além de alto-falantes inteligentes e sistemas automotivos.

Fonte: Apple