EnglishPortugueseSpanish

A Toyota finalmente anunciou a sua estratégia para a produção de veículos elétricos. E o plano é ousado: até 2025, a japonesa quer em seu portfólio a adição de, pelo menos, 15 veículos elétricos a bateria. No último Salão Automóvel de Xangai, realizado este ano, a fabricante já havia revelado o modelo que nortearia o restante da produção, o BZ4X.  

Os “SUVs elétricos” ajudarão na concepção dos novos veículos da marca para a linha BZ (“Beyond Zero”, ou, “Além do Zero” em tradução). No entanto, a Toyota não revelou mais informações ou detalhes específicos sobre a nova montagem, a não ser que o BZ4X seria lançado no Japão e na China ainda este ano.

publicidade
toyota bz4x
O Toyota BZ4X é o primeiro modelo totalmente elétrico da companhia. Créditos da imagem: Divulgação/Toyota

Também em busca de oferecer opções diversas aos seus clientes, a companhia deseja lançar para o mercado 75 veículos diferentes, também até para 2025, com baterias elétricas, células de combustível de hidrogênio e híbridos gás-elétrico. A empreitada terá a ajuda da companhia Subaru, montadora japonesa.

Leia também:

O próprio BZ4X já está incluso nessa linha de montagem em parceria com a Subaru. Seu interior apresenta um painel de instrumentos exclusivo, com a tela afastada do volante, para melhorar a visão do motorista. Ele também acompanha uma série de botões no console central e no volante do modelo, detalhe que diferencia a Toyota de outras empresas, como a Tesla, que estão abraçando a experiência digital do usuário.

Vale a pena lembrar que a Toyota foi pioneira no desenvolvimento de veículos elétricos, mas a sua resistência em enxergar o padrão como futuro do segmento, fez com que a Tesla e outras companhias passarem na frente na corrida dos elétricos.  

Segundo a Toyota, o BZ4X deverá ser lançado mundialmente em 2022.

Toyota quer lançar modelos híbridos no mercado americano em 2021

Em fevereiro, a companhia anunciou que tem planos de lançar dois carros totalmente elétricos no mercado dos Estados Unidos até o final de 2021.

A decisão é uma mudança nos rumos da empresa japonesa, que atualmente não possui nenhum modelo elétrico sendo comercializado por lá, tendo apenas carros híbridos e híbridos plug-in, que são os veículos com carregamento por meio de uma fonte de energia externa.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Via: The Verge