EnglishPortugueseSpanish

Nas eleições de 2018, movimentos e organizações da sociedade civil criaram o site “Tem Meu Voto” para ajudar os eleitores a escolher seus candidatos a deputados estaduais, federais e senadores. Na época, a plataforma, que também contava com aplicativo para dispositivos móveis, ficou conhecida como “Tinder das Eleições”. Foram em torno de 34 milhões de acessos e 1,5 milhão de escolhas por afinidade (ou matches) naquele ano.

Com a proximidade das eleições de 2022, os fundadores resolveram relançar o aplicativo, agora com mais recursos. A ferramenta permite que os usuários acompanhem votações de projetos de lei e discussões nas esferas municipal, estadual e federal. Também é possível “seguir”, como nas redes sociais, os parlamentares escolhidos.

publicidade
Aplicativo permite que os usuários acompanhem as ações dos políticos eleitos. / Foto: Saulo Cruz/ Ag. Câmara – flickr

“Nosso aplicativo tem como objetivo fazer com que a relação com o político se torne mais eficiente. É uma ferramenta que auxilia os parlamentares no acesso às demandas e a prestarem contas à população. Da mesma forma, permite que o eleitor passe a acompanhar o que está sendo feito pelo político eleito”, disse André Szajman, idealizador do projeto, em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan, nesta quarta-feira (21). Segundo ele, a ferramenta não pretende fiscalizar o trabalho dos parlamentares, apenas “tornar os mandatos mais eficientes”.

André Szajman é idealizador do projeto “Tem Meu Voto” e presidente do Conselho Consultivo / Imagem: Divulgação

Szajman acredita que iniciativas como o “Tem Meu Voto” estimulam a aproximação dos cidadãos com a política. “As pessoas estão muito desinteressadas pela política. Esses assuntos vão definir o rumo das nossas vidas. Acredito que não é possível que a sociedade avance [politicamente] sem uma participação efetiva da população”.

Até o momento, o aplicativo, que é gratuito tanto para eleitores quanto para parlamentares, conta com a participação de 500 políticos brasileiros. Mas, mesmo os candidatos que não se cadastrarem na plataforma, farão parte da lista de buscas e terão as informações sobre suas candidaturas à disposição do eleitor, baseadas no que for disponibilizado pelo Tribunal Superior Eleitoral. Todavia, esses candidatos ficarão, automaticamente, no fim da lista de busca de cada usuário.

Leia mais:

Novas funcionalidades do aplicativo

Por meio do aplicativo, os usuários conseguem notificar sobre problemas dos municípios. Ao todo, já são cerca de 100 mil alertas indicados pelos mais de 500 mil usuários cadastrados. Com o acompanhamento dos projetos de lei em votação, o usuário pode sugerir como deseja que o parlamentar vote.

Entre as funções ainda em desenvolvimento, estão:

  • Envio de sugestões de projetos de lei e emendas;
  • Espaço para opinar sobre o orçamento público;
  • Acompanhamento dos gastos e economias mensais de cada gabinete;
  • Espaço para cadastrar eventos e ações com o objetivo de buscar voluntários para a atividade;
  • Agendamento de reuniões com o parlamentar ou com um membro de sua equipe.

Para ter acesso ao “Tem Meu Voto”, basta fazer o download do aplicativo via loja Apple ou Google Play Store. Na versão web, o endereço é www.temmeuvoto.org.

Fontes: Jovem Pan / Brasil País Digital