A Apple anunciou a chegada de um novo campus e centro de engenharia de US$ 1 bilhão na Carolina do Norte, nos Estados Unidos. Com a aquisição, a empresa irá empregar 3 mil funcionários, além de ajudar socialmente a região. O projeto terá um investimento adicional de US$ 80 bilhões no país.

A nova aquisição da Apple fará parte do Triângulo de Pesquisa do estado em homenagem ao trio de universidades próximas: Duke University, North Carolina State University e University of North Carolina em Chapel Hill. O investimento é parte de uma tendência entre as empresas de tecnologia de olhar um pouco mais além dos locais onde ficam suas casas tradicionais e investirá mais de US$ 1 bilhão na área, garantindo novos empregos com “aprendizado de máquina, inteligência artificial, engenharia de software e outros campos de ponta”.

publicidade
Mapa Carolina do Norte, EUA. Imagem: Shutterstock
Mapa da Carolina do Norte, nos EUA. Imagem: Shutterstock

Além disso, a Apple pretende apoiar escolas e comunidades com um fundo de US$ 100 milhões para a região e ajudar com mais US$ 110 milhões para 80 dos condados mais pobres do estado para auxiliar no financiamento de infraestrutura crítica como “banda larga, estradas e pontes, e escolas públicas”.

Em 2018, a Apple anunciou que seu plano orçamentário para os EUA alcançaria mais de US$ 350 bilhões nos próximos cinco anos. No entanto, com os novos projetos, os gastos aumentaram esse número em 20%, subindo o valor do investimento para US$ 430 bilhões.

“Neste momento de recuperação e reconstrução, a Apple está dobrando nosso compromisso com a inovação e fabricação nos Estados Unidos, com um investimento geracional alcançando comunidades em todos os 50 estados”, disse o CEO da Apple, Tim Cook, em um comunicado à imprensa.

Leia mais!

Assim como outras grandes empresas de tecnologia, a Apple foi uma das companhias que conseguiu se manter e driblar os obstáculos que a pandemia da Covid-19 trouxe. O Google está investindo US$ 1 bilhão em um campus na cidade de Nova York, A Amazon está construindo seu segundo HQ na Virgínia e a Oracle anunciou no ano passado que está mudando sua sede do Vale do Silício para Austin, no Texas.

Com planos a longo prazo sempre muito bem definidos, a empresa explicou que os USS 80 bilhões a mais irão para “gastos diretos com fornecedores americanos, investimentos em data centers, despesas de capital nos EUA e outros gastos domésticos – incluindo dezenas de produções Apple TV + em 20 estados”.

Fonte: The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!