A China anunciou que tem planos de envias duas sondas em uma missão espacial que deverá ir para além das fronteiras do nosso sistema solar. Caso tenham sucesso em seu planejamento, os asiáticos serão a segunda nação a conseguir lançar uma missão interestelar

O anuncio foi feito por Wu Weiren, designer-chefe do Programa de Exploração Lunar da China, que detalhou que a viagem deve ser parte das comemorações do 100º aniversário da Revolução Popular da China, que será comemorado em 2049. Para cumprir esse prazo, os chineses precisam lançar as espaçonaves em até três anos, ou não conseguirá sair da nossa vizinhança a tempo. 

publicidade

Até o momento, somente os Estados Unidos conseguiram deixar o nosso sistema solar. Os estadunidenses já lançaram cinco objetos que foram para além da nossa estrela. As mais conhecidas são as sondas das missões Voyager, que carregam discos de ouro com sons da Terra, incluindo barulhos da natureza e músicas. 

Busca pela hegemonia

EUA x China
China busca tomar a liderança dos Estados Unidos no setor de exploração espacial. Ink Drop/Shutterstock

Para cumprir sua missão, as sondas chinesas precisariam viajar a cerca de 100 unidades astronômicas, sendo que uma delas é a distância média entre a Terra e o Sol, até o ano do aniversário da revolução capitaneada por Mao Zedong. Um eventual sucesso nessa missão ajudaria a China a crescer em sua busca pela hegemonia na exploração espacial. 

Leia também: 

Do ponto de vista de pesquisas, chegar à fronteira entre a heliosfera e o espaço interestelar, que fica em torno de 100 vezes a distância entre a Terra e o Sol. Isso permitiria aos chineses estudarem o espaço entre as estrelas em primeira mão, o que pode nos proporcionar um melhor entendimento tanto da nossa, quanto das galáxias próximas à nossa. 

Com informações do Futurism 

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!