EnglishPortugueseSpanish

O primeiro trimestre de 2021 mudou o ranking de marcas que mais venderam smartphones pelo mundo. A Samsung tomou o lugar da Apple como líder de vendas nesses três meses, de acordo com relatório da Canalys, com 76,5 milhões de celulares comercializados.

A quantidade de telefones vendida pela marca sul-coreana representa 22% do mercado. A Apple, por sua vez, foi responsável pela introdução de 52,4 milhões de smartphones nos meses analisados, chegando a 15% do total. Ainda segundo a Canalys, a empresa da maçã vendeu menos iPhone 12 Mini do que o esperado.

publicidade

Leia mais:

Canalys - Samsung, Apple, Xiaomi's smartphone shipments Q1 2021
Imagem: Canalys

Por outro lado, outros modelos do iPhone 12 ganharam força, assim como a demanda pelo iPhone 11, modelo anterior. Por outro lado, a Apple ainda gera mais receita que a Samsung, de acordo com o relatório da Counterpoint Research. Os ganhos da empresa subiram graças ao aumento de vendas de iPhones em 65%.

A medalha de bronze ficou com a chinesa Xiaomi. De janeiro a março de 2021, a companhia vendeu 49 milhões de unidades, chegando a 14% do total comercializado no período. Os três primeiros representam, juntos, mais da metade dos aparelhos. No total, 347 milhões de celulares foram vendidos, um aumento de 27% na comparação com o ano anterior.

Outras duas empresas chinesas fecham o Top 5. A Oppo ficou em 4º lugar, com 37,6 milhões de celulares comercializados. Fechando o grupo que tem vendas representativas está a Vivo, com 36 milhões de smartphones entregues ao mercado.

A Huawei deixou os destaques do ranking, ficando agora em 7º lugar, com 18,6 milhões de unidades vendidas. Ela entra no bolo de 28% com a soma das outras empresas do segmento.

A LG, que vai deixar o mercado de smartphones neste ano de 2021, ainda é a dona do maior percentual das Américas. Para Sanyam Chaurasia, analista da Canalys, isso representa uma nova oportunidade para marcas como Motorola, TCL, Nokia e ZTE. “Esta não será a última vez que os fornecedores lutam pelos restos de uma marca derrotada”, disse.

Via: C|Net