EnglishPortugueseSpanish

Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) estão desenvolvendo um projeto para digitalizar o maior número de carteiras de vacinação possível. O objetivo da instituição é conseguir ajudar o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde a estimar a cobertura vacinal em todas as regiões do país.

De acordo com a CNN, o projeto, que ainda está na primeira fase, busca voluntários que possam enviar foto da sua carteira de vacinação, que é em papel. Na imagem, é preciso conter de forma visível os registros de imunizantes recebidos pela pessoa. As informações serão jogadas em uma base de dados para cadastro.

publicidade

“Para ajudar no projeto, não precisamos de seus dados pessoais, apenas de imagens de sua caderneta de vacinação tiradas do seu próprio celular. Todos que contribuírem para nossa pesquisa estarão ajudando a desenvolver um aplicativo que facilitará o trabalho de milhares de agentes de saúde e ajudará o governo a combater epidemias e salvar mais vidas”, diz a apresentação do projeto.

USP inicia projeto para digitalizar carteiras de vacinação. Imagem: Reprodução/Ministério da Saúde
USP inicia projeto para digitalizar carteiras de vacinação. Imagem: Reprodução/Ministério da Saúde

Para ajudar o projeto, clique aqui e envie uma foto da sua carteirinha de vacinação. No site, basta selecionar a opção “Quero participar”, aceitar os Termos e Condições do protejo e digitalizar e anexar a foto da caderneta. Para finalizar, clique em “Digitalizar minha caderneta”.

Leia mais!

Além da USP: PL da Carteira Digital de Vacinação aprovada

Na última quinta-feira (29), a Câmara do Deputados aprovou o projeto de lei que cria a Carteira Digital de Vacinação. O texto segue agora para o Senado e, caso seja aprovado, seguirá para sanção do presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

O projeto é apoiado pelo Ministério da Saúde e atrelará o CPF da pessoa às suas informações, que estarão disponíveis de forma centralizadas pela pasta. Dessa forma, o governo e agentes de saúde conseguirão acesso de forma rápida e ampla às campanhas de vacinação, além de poder monitorar e mensurar o alcance das imunizações.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!