A Blue Origin, companhia aeroespacial fundada por Jeff Bezos, fundador da Amazon, anunciou nesta quarta-feira (5) que pretende realizar seu primeiro voo tripulado em 20 de julho deste ano. A data do voo é simbólica, já que marca os 52 anos desde que Neil Armstrong pisou na Lua na missão Apollo 11.

A data do anúncio também tem significado: 5 de maio de 1961 Alan Shepard se tornou o primeiro norte-americano, e o segundo homem, após o soviético Yuri Gagarin, a chegar ao espaço. O foguete da Blue Origin é batizado de New Shepard, em sua homenagem.

publicidade

A cápsula comporta até seis passageiros. Um dos assentos do voo inaugural está sendo ofertado em um leilão online em três fases, que começa hoje.

“O valor do lance vencedor será doado à uma fundação da Blue Origin, Club for the Future, para inspirar as gerações futuras a seguir carreiras em STEM [ciência, tecnologia, engenharia e matemática] e ajudar a inventar o futuro da vida no espaço”, disse a empresa.

O leilão será realizado em três etapas. Na primeira, entre 5 e 19 de maio, poderão ser dados lances “fechados” de qualquer valor, que não serão visíveis aos outros participantes.

Na segunda, em 19 de maio, os lances serão visíveis e participantes terão de superar o maior lance para continuar no leilão. Em 12 de junho haverá um leilão final, realizado ao vivo.

Leia mais:

A New Shepard consiste em um foguete e uma cápsula, ambos reutilizáveis. O foguete pousa verticalmente, como os Falcon 9 da rival SpaceX, e a cápsula pousa no deserto com a ajuda de paraquedas.

Assim como no voo de Alan Shepard, os voos da New Shepard são suborbitais: a cápsula não entra em órbita da Terra, mas começa a retornar assim que ultrapassa uma altitude de 100 km, reconhecida internacionalmente como a “fronteira do espaço”.

Toda a jornada, da decolagem ao pouso, dura 15 minutos. A Blue Origin já realizou mais de 15 lançamentos não tripulados do New Shepard. No mais recente, em 15 de abril, a empresa fez uma simulação completa de uma missão tripulada, com “astronautas” a bordo até pouco antes da contagem regressiva e manequins para simular os passageiros.