Quanto tempo se leva para arrumar o cabelo durante o dia? Depende do comprimento, do formato, da textura, de como a pessoa gosta… Mas, e quem, por motivo de saúde ou mobilidade limitada, não consegue realizar a atividade sozinho? Foi pensando nisso que um grupo de pesquisadores do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) e de Harvard criou uma escova de cabelo robótica.

Os integrantes do Laboratório de Ciência da Computação e Inteligência Artificial (CSAIL), do MIT, e do Soft Math Lab, de Harvard, criaram o inovador pente combinando uma câmera com feedback de força e controle de loop fechado para se ajustar a diversos tipos de cabelo, do liso 1A ao cacheado 3B. As demonstrações, porém, não exibem nada após os cachos 3B.

publicidade

Leia mais:

Os pesquisadores examinaram os cabelos como hélices duplas de fibras macias e desenvolveram um modelo matemático para desembaraçar as madeixas como um ser humano faria, de baixo para cima. Para realizar a tarefa, antes de começar a pentear, a câmera do robô tira uma foto e seleciona uma região que exiba apenas os cabelos.

A câmera da escova de cabelo robótica tira uma foto do cabelo e transforma em escala de cinza. Imagem: MIT/Divulgação

A imagem é convertida em uma escala de cinza e o programa analisa os gradientes x/y da imagem. Quanto mais liso o cabelo, mais bordas ele apresenta na direção x. Já os cacheados são mais uniformemente distribuídos. O programa calcula a proporção entre fios lisos e ondulados e usa o número para definir o limiar de dor. Por exemplo: cabelos cacheados precisam de escovadas menores, pois podem formar mais nós, causando dor caso o pente puxe demais.

Confira o vídeo da escova de cabelo em ação:

Além disso, a escova de cabelo robótica é equipada com sensores que medem as forças exercidas no cabelo e no couro cabeludo, à medida em que é escovado. Eles comparam essa informação a uma linha de base estabelecida por um humano, que a usou para escovar o próprio cabelo.

De acordo com o CSAIL, enfermeiros usam de 18% a 40% do tempo realizando tarefas diretas de cuidado com os pacientes. Robôs de cuidados pessoais, como essa escova de cabelo, ajudariam bastante nas funções desses profissionais. Outra opção de uso pensada pelo time de desenvolvedores é a escovação de fibras têxteis ou de animais.

Testes em humanos com a escova de cabelo robótica ainda estão em andamento. É possível acessar toda a pesquisa direto no Google Docs.

Por enquanto, cacheadas ainda precisam que os robôs saibam aplicar cremes para testar a novidade.

Via: Hackday / CSAIL

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!