O TikTok excluiu mais de 500 mil perfis italianos por conta de proteção de dados. A intervenção veio de um regulador italiano que ordenou que a plataforma verificasse novamente a idade de todos os usuários italianos e bloqueasse qualquer acesso de usuários menores de 13 anos no app.

Entre fevereiro e abril, 12,5 milhões de usuários italianos foram questionados se possuíam mais de 13 anos. Assim, mais de 500 mil contas italianas foram excluídas com a suspeita de serem menores de 16 anos. Outras 400 mil tiveram que ser excluídas por ter menos de 13 anos de idade.

publicidade

Segundo o TikTok, uma série de medidas serão incorporadas para evitar que menores de 13 anos usem o aplicativo. Isso porque em janeiro de 2020, uma menina de 10 anos participou do “Coma Challenge” na plataforma. Na ocasião, a criança italiana estrangulou o pescoço com um cinto para desafiar por quanto tempo ela poderia prender a respiração. Infelizmente, não resistiu e morreu sufocada.

Ainda em janeiro, a Itália anunciou que está proibido temporariamente as contas no aplicativo cuja a idade não pode ser garantida de conseguir acessar o TikTok. Por mais que seja uma rede social popular, o pedido é que haja algum controle, principalmente para as crianças.

Leia também!

Fonte: Giz China

Celular com o aplicativo do TikTok aberto
TikTok Créditos: Shutterstock

TikTok renova maneira de remixar vídeos com duetos

A partir de hoje, o TikTok disponibilizou um novo recurso que combina os formatos de dueto e tela verde, permitindo que as pessoas usem outros vídeos como fundo para os seus próprios conteúdos. “Green Screen Duet” aparece como uma opção no menu de layout do dueto no aplicativo. Assim como todos os duetos, o responsável pelo vídeo original é marcado na legenda novamente.

A novidade tende a ser uma ferramenta útil para pessoas que já usam a “tela verde” do TikTok para adicionar imagens no fundo de seus vídeos ou editar o conteúdo para criar um efeito parecido. Além disso, pode deixar a estética mais bonita com o visual alinhado lado a lado.

Para saber mais, acesse a reportagem no Olhar Digital.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!