Um grupo de pedreiros encontrou em uma escola australiana um indivíduo da Endoxyla cinereus, conhecida popularmente como mariposa de madeira gigante. A espécie, que é a maior do mundo entre as mariposas e uma das maiores entre os insetos, não é comumente avistada por humanos e não consegue voar por conta de seu tamanho avantajado.

O animal foi encontrado durante a realização de obras no Colégio Estadual Mount Cotton, que fica ao lado de uma floresta tropical na região de Queensland, na Austrália. Por conta da proximidade da floresta, não é incomum que os alunos avistem cangurus, coalas, cobras e outros animais da vasta fauna australiana.

publicidade
Pedreiro mostra mariposa encontrada durante obra na escola. Crédito: Facebook

Contudo, para as crianças e funcionários, que são habituados com animais exóticos, e mais ainda para os pedreiros, que não têm tanta familiaridade com bichos estranhos, essa mariposa é bastante especial. Ela pode chegar a respeitáveis 23 centímetros de envergadura, que é, por exemplo, o tamanho de uma ratazana urbana comum.

“Foi uma descoberta incrível”, disse a diretora da escola, Meagan Steward, em entrevista à rádio ABC de Brisbane. “Essa mariposa era algo que não tínhamos visto antes”, completou ela. Segundo a diretora, as crianças ficaram maravilhadas com o inseto gigante, o que motivou as professoras a passarem atividades envolvendo a produção de histórias que tivessem a mariposa como protagonista.

Vida adulta curta

Além de não voar, as mariposas de madeira gigantes possuem mais algumas peculiaridades. Uma delas é o fato de passarem a maior parte de suas vidas na fase larval. Como larva, eles vivem em torno de três anos, dentro dos eucaliptos e alimentando-se dos tecidos da árvore.

Mariposa da mesma espécie encontrada por outra australiana no início do ano. Crédito: Pam Taylor/Facebook

Porém, a fase adulta dura apenas uma semana, que é o tempo para eles acasalarem e botarem seus ovos. Neste período, ela não comem por não possuírem órgãos de alimentação funcionais, extraindo sua energia das reservas de gordura que acumularam enquanto eram larvas.

As fêmeas, em especial, são os indivíduos que atingem o maior tamanho, sendo que os machos têm no máximo metade do tamanho delas. O peso pode chegar a até 30 gramas, que é o peso de um camundongo. Isso permite que cada uma delas possa carregar nada menos que 20 mil ovos em seu abdômen.

Leia mais

Por conta da curta vida adulta é que estes insetos não são muito vistos por humanos, de acordo com Christine Lambkin, curadora de entomologia do Museu de Queensland. Segundo ela, o número de avistamentos anuais não passa de uma dúzia.

“Tive que dissecar e retirar o conteúdo abdominal, encher de algodão e costurar para colocar na minha coleção e não apodrecer”, disse ela, se referindo a um outro indivíduo que encontrou quando era criança, ao The New York Times. Já a mariposa encontrada na escola foi devolvida à floresta logo depois.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!