O temor de que o divórcio de Bill Gates e Melinda French poderia mudar as diretrizes da fundação de caridade do ex-casal pode se tornar realidade. Mas isso não significa que as mudanças serão negativas. De acordo com pessoas familiarizadas com o caso, os bilionários trabalham para adicionar mais governança à Fundação Bill e Melinda Gates, uma das maiores instituições filantrópicas do mundo.

Bill Gates e Melinda French seguirão como copresidentes da instituição, cargo que ocupam há cerca de 20 anos. No entanto, são estudadas contratações de diretores externos e a criação de um novo conselho para garantir a estabilidade e fortalecer a sustentabilidade da fundação.

publicidade

Apesar de mudanças na gestão, os indícios sugerem que a instituição de Bill Gates e Melinda French seguirá como uma das prioridades do ex-casal. “Bill e Melinda reafirmaram seu compromisso com a fundação e continuam a trabalhar juntos em nome de nossa missão. Essas discussões são parte de seu planejamento prudente para o futuro”, afirmou Mark Suzman, presidente-executivo da Fundação Gates.

Existem temores de que o divórcio pode afetar as ações filantrópicas e os investimentos da Fundação Bill e Melinda Gates, já que trabalhar com o seu ex-cônjuge pode não ser uma tarefa tão fácil. Os receios foram ainda mais reforçados após Melinda ampliar a divulgação de sua outra empresa Pivotal Ventures, que foca na igualdade de gênero e no progresso social.

Vale lembrar que a fundação de Bill Gates e Melinda French direciona bilhões de dólares para 135 países com o intuito de combater mazelas como pobreza, doenças e falta de oportunidades. Desde a sua fundação, estima-se que a instituição tenha doado cerca de US$ 53,8 bilhões.

Fundação de Bill Gates e Melinda French
Bill e Melinda estudam mudanças na gestão da instituição filantrópica. Foto: VDB Photos/Shutterstock

Leia mais:

E o futuro?

Como nenhuma decisão ainda foi tomada, é difícil cravar qual será a atenção dada para a fundação de Bill Gates e Melinda French. Mas as ações filantrópicas da instituição dependerão do tamanho das doações dos bilionários, o que, naturalmente, também depende de como se dará a divisão de bens.

O patrimônio dos Gates é estimado entre US$ 124 bilhões e US$ 146 bilhões e a divisão não será tarefa fácil. Isso porque a riqueza do ex-casal é bem diversificada e inclui bens como imóveis, terras agrícolas, ações de empresas públicas e artefatos raros.

Os números exatos devem vir à tona em breve, já que o casal tem um acordo de separação pronto, segundo a solicitação de divórcio de Melinda. Até lá, os beneficiários das doações feitas pela instituição devem aguardar ansiosamente para ver se o cenário vai ser alterado.

Fonte: The Wall Street Journal

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!